As últimas cenas do seriado Avassaladoras

Terça retrasada, último dia de gravação da primeira temporada de Avassaladoras. A produção ocupa uma casa perto do Jardim Botânico. É uma casa espetacular. Construída em terreno estreito e íngreme, é formada por planos interligados por uma escadaria externa. A diretora Mara Mourão perdeu a conta das vezes que subiu e desceu a escada. Está feliz com o trabalho, mas confessa que anda exausta. Há quatro meses vive na ponte aérea, entre Rio e São Paulo. Ainda bem que o marido, o ator Wellington Nogueira, é parceiro: ele fica em São Paulo com o filho enquanto ela se desdobra comandando a equipe de Avassaladoras, a série, no Rio. A visita ao set acontece na terça-feira, dia 7, véspera do Dia Internacional da Mulher. A cena é sob medida para mostrar o novo mundo formatado pelo pós-feminismo. Mara entra numa sala cheia de homens - todos da equipe técnica. Estão atirados pelos cantos, à espera da diretora. Ela chega distribuindo ordens e põe todos no trabalho. Mara tem uma vozinha de criança, é delicada, você é capaz de jurar que ela não dará conta de comandar uma equipe de produção. A própria Mara ironiza - "Esta aparência é enganadora. No fundo, sou autoritária, uma generala." Mara criou o filme Avassaladoras em 2001 - com Giovanna Antonelli, Reynaldo Gianecchini e Caco Ciocler no elenco -, sobre mulheres que adotam uma atitude mais agressiva para enfrentar as dificuldades do mercado - o que tanto pode significar empregos quanto homens. "É uma experiência bem legal", diz Virginia Cavendish, de bela atuação em O Auto da Compadecida e Lisbela e o Prisioneiro, de Guel Arraes. Ela acha que Avassaladoras tem a cara da nova mulher. Acrescenta que a novidade, no filme, é o personagem de Eduardo Galvão, o amigo gay que vira a quinta avassaladora. O filme original passa hoje no Canal Brasil (20 horas), caso você queira comparar.

Agencia Estado,

17 de março de 2006 | 16h01

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.