As excluídas

O Estado de S.Paulo publicou uma lista de canções brasileiras pré-selecionadas pela Rádio Eldorado para seus ouvintes escolherem a melhor de todos os tempos, numa enquete cujo resultado final vai ao ar no próximo dia 7 de setembro. Não há muito o que discutir sobre as canções incluídas na lista pré-selecionada -, mas sobre as excluídas há. Compreende-se que na lista não haja mais músicas do Tom Jobim e do Chico Buarque. Afinal, seria difícil fazer uma relação das melhores canções brasileiras das últimas décadas que não fosse dominada pelo Tom e pelo Chico, o que só aumentaria o número das omitidas. Mas por que nada do Lupicínio? Por que não mais Noel Rosa, como Feitiço da Vila e aquele samba que começa: "Não te vejo nem te escuto/ o meu samba está de luto/eu peço o silêncio de um minuto"?. Por que, além de Primavera, não entrou a tão ou mais bonita Minha Namorada do Carlos Lyra? E, além de Ronda, Volta por Cima, do Paulo Vanzolini?

VERISSIMO, O Estado de S.Paulo

15 de agosto de 2013 | 02h46

Como os impressionistas barrados do Salão de Arte de Paris que fizeram o seu próprio Salão dos Rejeitados, com mais sucesso do que o salão oficial, faço, aqui, a minha lista de rejeitados, mas, como a Vila, sem a pretensão de abafar ninguém. Sei que gosto é o que mais se discute e as escolhas de melhores isso ou aquilo são sempre supersubjetivas. Mas na minha opinião intrometida nenhuma dessas poderia ter ficado de fora. A ordem não é de preferência:

Pois É, do Ataulfo Alves.

Última Forma, do Baden Powell e Paulo Cesar Pinheiro ("E qualquer um pode se enganar/ você foi comum, pois é, você foi vulgar"), dizem que feita para a Elis Regina cantar para o Ronaldo Bôscoli, ou vice-versa.

Seu Corpo (acho que o título é este, ah meus neurônios), do Roberto e do Erasmo.

Coisas do Mundo, Minha Nega, Paulinho da Viola.

Pressentimento, Elton Medeiros.

Sobre Todas as Coisas, Chico Buarque e Edu Lobo.

Saudades da Guanabara, Moacyr Luz e Paulo César Pinheiro.

Senhorinha, Guinga e Paulo César Pinheiro (pra mim a coisa mais bonita feita no Brasil depois das Bachianas do Villa-Lobos e da Patrícia Pillar).

Antonico, Ismael Silva.

Passarim, Antonio Carlos Jobim.

Tudo o que sabemos sobre:
Verissimo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.