As dez mulheres mais bregas do Brasil

Foi irresistível. Ao ver a lista das dez celebridades do show biz mais mal vestidas - e das mais bem vestidas -, publicada pela revista americana US Weekly, deu aquela vontade de saber quem seriam as correspondentes nacionais para a falta de gosto - e também as famosas consideradas pelo público como as mais elegantes. Para chegar a um resultado que fosse democrático, o suplemento Sua Vida, do Jornal da Tarde colocou no ar, no portal do Grupo Estado (www.estadao.com.br) durante dois dias uma enquete, convocando os internautas a escolher as dez mais e as dez menos. Também foi feito um levantamento com um júri de especialistas em moda, entre jornalistas da área e profissionais de lojas. Algumas opiniões não bateram. Regina Casé, por exemplo, apareceu entre as dez mais bem vestidas para algumas especialistas. Só que o público condenou o visual da comediante. Hebe também causou dúvidas. Para os experts, ela é over, mas seu estilo combina com ela. Já os votantes da Internet não perdoaram. Deram à loira do SBT o troféu de mais brega. Mas não levou a medalha de ouro sozinha. Empatou com a cantora Wanessa Camargo. Já a prefeita de São Paulo, Marta Suplicy, candidata à reeleição, confunde o eleitorado fashion. Ela está entre as mais mal vestidas (9º lugar) e as mais bem vestidas (3º lugar). Confira a lista das bregas: 1 - O empate das Camargo: Hebe e Wanessa - O que Hebe e Wanessa têm em comum além do sobrenome Camargo? Cabelos platinados? Uma gorda conta bancária? Também. Mas o que juntou as fofuras, desta vez, foi o mau gosto na hora das compras. Wanessa é a típica garota que se descobriu mulher - e dá-lhe microvestidos e decotes que revelam principalmente uma certa falta de bom senso. Mas ela é novinha e vai ter muito tempo para aprender que insinuar é muito mais sexy do que mostrar de uma vez. Já a eterna gracinha até se veste de forma apropriada para a figura que representa na televisão. Alguns criticam o excesso de pernas de fora, outros o brilho exagerado das jóias, e há quem invoque mesmo é com o cabelão estilo rocambole. 2 - Xuxa, a rainha dos breguinhas - A rainha dos baixinhos é também uma das soberanas da breguice nacional. O último susto que a apresentadora pregou foi durante o Grammy Latino, quando apareceu toda de branco, com uma calça imitando escamas de peixe. O cabelo de Xuxa também precisa ser fechado para balanço. Tomara que Sasha fique de fora desta herança! 3 - Ana Maria "Brega" - Já trocaram Braga por "Brega" antes e ela nem ligou. Mas agora é oficial: Ana Maria Braga foi considerada brega mesmo. Com suas luvinhas de dedos expostos e seu cabelo loiro de pontas cortantes, a nossa Martha Stewart dá boas dicas de culinária, mas, sobre moda, é melhor chamar outra pessoa. Na foto, repare a beleza da blusa de oncinha. 4 - Guarda-roupa maluco de Regina Casé - O melhor - e também o pior - de Regina Casé é que ela nunca deixa de ser uma mulher engraçada. Isso aparece até nas roupas que a apresentadora veste. O mais bizarro era quando ela vestia a filha Benedita com uma versão infantil de suas roupas, que volta e meia misturam estampas como oncinha e bolinha, por exemplo. 5 - Não adianta Carla Perez rebolar - Apesar de ter voltado à boa forma depois da segunda gravidez, Carla Perez não encontra roupas à altura de seu corpinho. Isto é o que pensa o público que a elegeu como a quinta famosa mais jeca. Como dinheiro não é problema para a loira, ela poderia contratar um personal stylist. Só não pode, por favor, pedir ajuda às ex-colegas do "É o Tchan"! 6 - Quanto mais alta Luciana Gimenez...- Os 1,82 m de altura da apresentadora seriam uma dádiva para muitas mortais. Mas, em vez de cobrir sua silhueta longilínea com elegância, Luciana Gimenez parece ter uma certa dificuldade em vestir o corpão. Nas exíguas peças que usa, o brilho e o exagero são onipresentes. Como se, com aquele corpo, ela precisasse de tais artifícios. 7 - Estilo indefinido de Márcia Goldschmidt - Ela fica indignada com as injustiças da vida alheia. Já os leitores se incomodaram com o estilo da apresentadora. Até o cabeleireiro dela se esquivou uma vez, dizendo "respeitar apenas o gosto dela". Atitude, pelo menos, a gente sabe que ela tem. Mas bom gosto já é outra história. 8 - Darlene, ou Deborah Secco? - O problema de Deborah Secco é não conseguir encontrar um equilíbrio entre o visual Darlene e o look "senhora respeitável". Talvez um mix dos dois estilos pudesse compor um visual longe da vulgaridade e da sisudez. 9 - E o respeito à prefeita? - Ela entrou raspando, mas entrou. Marta Suplicy já usou tênis Chanel para visitar favela e vestido Kenzo em noite de gala. Mas nem isso foi suficiente para salvá-la da lista das mais bregas. Será que os leitores votaram na prefeita pelo estilo ou pelo "bom humor" que ela anda exibindo na campanha? Marta, pelo menos, também entrou na lista das mais chiques. 10 - Sandy, visual mutante - Sandy é a versão feminina do rapaz que ganha roupas da mãe depois de adulto. Além disso, a cada trabalho, o visual da cantora muda para encarnar uma atitude diferente. Esperamos ansiosamente pelo dia em que ela seja realmente dona do próprio gosto... Veja a lista das chiques: Que Laura não nos ouça (ou leia). Maria Clara Diniz foi eleita a mulher mais chique do Brasil. Ou Malu Mader, o que dá na mesmo, né? Em segundo lugar, ficou a jornalista Fátima Bernardes e sua inesquecível chapinha japonesa. Merecido, pela vanguarda capilar. Chegaram perto, mas não se classificaram a jornalista Ana Paula Padrão, as consultoras de moda Glória Kalil e Constanza Pascolato, a apresentadora Angélica e as atrizes Débora Bloch, Glória Menezes e Carolina Dieckman. 1- Malu Mader 2- Fátima Bernardes 3- Marta Suplicy 4- Carolina Ferraz 5- Ana Paula Arósio 6- Marieta Severo 7- Ana Hickmann 8- Daniela Cicarelli 9- Marília Gabriela 10- Maria Fernanda Cândido

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.