Árvore dá vida ao lamento sertanejo de Luiz Gonzaga

No canto direito do palco, há uma árvore que paira suspensa no ar. A copa é feita com os traços que lembram a escultura do artista plástico Maurício Chaer, que cedeu sua obra para ilustrar o disco "Que se deseja rever", de Guilherme Ribeiro e Mateus Sartori, que faz uma releitura dos principais sucessos e lados B do mestre do baião Luiz Gonzaga, cujo nascimento completa em 2012 cem anos.

ROGER MARZOCHI, Agência Estado

21 de junho de 2012 | 10h44

Ontem, quarta-feira, no lançamento do disco em São Paulo, o cantor Sartori caminha até a árvore e, com a haste do triângulo, toca o tronco da alegoria, que se transforma em sino, anunciando "Ave Maria Sertaneja". Além da surpresa sonora do cenário, e do clima que gera o ecoar do seu som, do canto esquerdo do palco entra a bailarina Fernanda Moretti, vestida toda de branco, levando para o corpo as expressões de cada palavra que deixam os lábios de Sartori, com o pesar dos poetas e a leveza do canto dos pássaros. A iluminação do palco é inspiradora, guardando momentos cênicos muito expressivos na interação entre Fernanda e Sartori.

Os arranjos foram feitos pelo pianista e sanfoneiro Guilherme Ribeiro, que tem um trabalho respeitável enquanto instrumentista. Além de já ter tocado com muita gente boa, como Bruna Caram, Ilana Volcov, Mariana Aydar, Fabiana Cozza, Rubinho Antunes e o baterista Nenê, lançou um disco memorável chamado "Calmaria".

Com muita sensibilidade, ele fez do forró e do baião de Luiz Gonzaga uma música mais contemplativa, menos para dançar e mais para ser degustada. Mas a mesma coragem que teve em improvisar acordes ao piano na obra do mestre do baião faltou na hora de cantar em dueto com Sartori. O espetáculo é uma importante homenagem ao rei do baião inspirando as novas gerações. Novas apresentações do show serão realizadas em São Paulo, no Teatro Décio de Almeida Prado, dias 30 de junho e 1º de julho.

Que se deseja rever

Mateus Sartori e Guilherme Ribeiro

Teatro Décio de Almeida Prado

Rua Cojuba, 45 B - Itaim Bibi, São Paulo - SP

Tel (11) 3079-3438

30/06 às 21h

01/07 às 19h

Grátis

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.