ARTV quer garantir espaço para produção nacional

A Associação de Autores e Roteiristas de TV, a ARTV, pretende reunir-se com representantesdo Congresso Nacional para proteger a produção de conteúdo nacional nas emissoras. A reunião, prevista para o mês que vem, em Brasília, contará também com a presença de representantes doSindicato dos Artistas e Profissionais de TV e de entidades que defendem os interesses do mercado publicitário.Segundo o autor Sérgio Marques, integrante da comissão da ARTV, a reunião tem o objetivo de "brigar" por mais espaço para a teledramaturgia nacional. A ARTV quer que o governo estipule, entre outras coisas, a exibição de uma cota mínima(ainda não determinada), por emissora, de produções nacionais em horário nobre.Segundo Marques, a reserva de mercado é uma proposta antiga da ARTV, que ganhou força no ano passado com a aprovação na Câmara dos Deputados da emenda que abre a possibilidade de participação estrangeira de 30% em empresas de comunicação."Com a entrada do capital estrangeiro, a TV pode acabar perdendo boa parte de sua produção nacional para dar espaço às novelas mexicanas, aos seriados americanos e coisas do tipo", diz Marques. "A intenção da ARTV e de muitas outras entidades éproteger a produção local. Sabemos que há muita gente em Brasília interessada em nos apoiar."Criada em 2000, a ARTV reúne alguns dos maiores autores e roteiristas de TV do País, entre eles, Lauro César Muniz, Gilberto Braga e Aguinaldo Silva, que é conselheiro da associação. Antes de apresentar suas propostas ao Congresso, osautores devem reunir-se no fim de janeiro, no Rio, para discutir detalhes da proteção do conteúdo nacional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.