Artistas tentam aproximação entre Índia e Paquistão

Uma das mais populares atrizes indianas, Urmila Matondkar chegou hoje ao Paquistão para gravar um vídeo no país vizinho como parte de uma nova estratégia de aproximação entre os dois governos, que tentam superar uma sangrenta disputa pelo controle da região de Caxemira, na fronteira.Atores paquistaneses fizeram festa quando Urmila atravessou a divisa em Wagah. O posto é o único aberto para o trânsito de indianos e paquistaneses, e mesmo este só voltou a funcionar em julho. A atriz vai gravar o clipe Moving Closer com atores e uma banda de rock do país vizinho. As gravações acontecem em Lahore e na capital Islamabad. Embora as estrelas e os filmes indianos sejam populares no Paquistão, o governo de Islamabad vetou sua exibição em cinemas e a venda em lojas.Cinema - Também na telona artistas tentam promover a paz entre os países. Um exemplo é a co-produção Larki Punjaban, espécie de Romeu e Julieta recontada a partir da disputa entre os lados. Recém-lançado, o filme é dirigido por um indiano, Shashilal Nair, e um paquistanês, Syed Noor, conforme a BBC. Com a história de uma indiana que se apaixona por um paquistanês, o filme tem tudo para embaraçar os censores de ambos os países.

Agencia Estado,

09 de dezembro de 2003 | 12h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.