Daniel Teixeira/Estadão
Daniel Teixeira/Estadão

Artistas protestam em São Paulo contra o congelamento de verbas

No início do ano, a gestão João Doria anunciou um contingenciamento de 47,5% da verba destinada à pasta em 2017

O Estado de S.Paulo

27 Março 2017 | 20h46

Movimentos sociais e culturais se reuniram, na tarde desta segunda-feira, 27, em frente ao Theatro Municipal de São Paulo para protestar contra o congelamento de parte da verba municipal destinada à cultura. No início do ano, a gestão João Doria anunciou um contingenciamento de 47,5% da verba destinada à pasta em 2017. O orçamento da Cultura representa menos de 1% do total da Prefeitura.

Os manifestantes utilizaram intervenções artísticas e até geladeiras para pedir o “descongelamento” da verba - a medida cortou apoios aos programas de fomento ao teatro, circo e dança, por exemplo. O acesso ao Theatro Municipal foi bloqueado com grades colocadas pela Prefeitura. O protesto se dirigiu também à Secretaria Municipal de Cultura, na Av. São João, e os manifestantes pediram a saída do secretário André Sturm.

O congelamento faz parte da proposta da Prefeitura de contigenciar 25% das verbas para atividades de custeio, e 100% de verbas para bancar novos projetos.

De acordo com os organizadores do protesto, mais de 7 mil pessoas participaram do ato. No final do ato, os manifestantes se reuniram em volta do Theatro, de mãos dadas, e deram um abraço no prédio.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.