Leo Correa/AP
Leo Correa/AP

Artistas e intelectuais lamentam assassinato da vereadora Marielle Franco

Ela foi morta a tiros na noite desta quarta-feira, 14, dentro de um carro na região central carioca; investigação trabalha com possibilidade de execução

O Estado de S. Paulo

15 Março 2018 | 09h02

Artistas, intelectuais e personalidades repercutiram a morte da vereadora Marielle Franco, no Rio. Ela foi morta a tiros na noite desta quarta-feira, 14, dentro de um carro na região central carioca. O motorista do veículo também foi assassinado. Franco, de 38 anos, ficou conhecida como militante do movimento negro e de direitos humanos, com denúncias recentes de violência policial contra moradores de favelas no Rio. A principal linha de investigação da Polícia Civil é a de execução.

Em um vídeo no Instagram, Caetano Veloso interpretou sua música Estou Triste, e postou as hashtags #JustiçaParaMarielle e #NãoVãoSilenciarMarielle.

 


"Das poucas vezes que me falta a voz. Chocada. Horrorizada", escreveu a cantora Elza Soares. "E assim nossas esperanças se despedaçam a cada dia que passa, muito triste", lamentou o rapper Emicida. "Que sua alma encontre a luz e que a força cresça dentro de cada um de nós pois, vivemos num mundo adoecido e não será fácil concluir nossas missões!", pediu a também rapper Karol Conka.

Veja essas e outras reações de artistas e intelectuais:

 


 


 


 


 


 


 


 


 

 

Isso não pode ficar impune!!!

Uma publicação compartilhada por Debora Bloch (@deborablochoficial) em


 

 

“Quantos mais vão precisar morrer para que essa guerra acabe?” Marielle Franco #mariellepresente

Uma publicação compartilhada por Gloria Pires (@gpiresoficial) em


 


 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.