Artistas chineses desistem de exposição em Paris

Dois artistas chineses abandonaram umaexposição na França, informou a mídia chinesa nestasexta-feira. A decisão é mais uma demonstração de insatisfaçãocom o país após os franceses terem interrompido o revezamentoda tocha olímpica. Wang Guangyi e Lu Hao, dois dos maiores nomes da cenaartística chinesa, disseram que não participarão de umaexposição em junho em uma galeria de Paris por causa dasatitudes da França em relação às Olimpíadas. O apoio de alguns franceses ao boicote dos Jogos "me deixoumuito incomodado, então pensamos que, nesta hora em particular,participar da exposição seria infeliz e decidimos não ir",disse Wang, segundo o jornal Beijing News. Ambos os artistas ressaltaram que sua decisão foi pessoal.Wang acrescentou que tem grande respeito pela cultura francesae não descarta futuras cooperações no país, disse areportagem. Internautas chineses pediram que os consumidores boicotemos produtos franceses e parem de comprar no gigante do varejoCarrefour, que, segundo eles, apóia os protestos pró-Tibet quetentam desorganizar os Jogos, que começam em 8 de agosto. A França tentou minimizar os pedidos de boicote a produtosfranceses, dizendo que eram "uma minoria muito pequena" e oCarrefour, que tem mais de 100 hipermercados na China,reafirmou seu apoio às Olimpíadas de Pequim. (Reportagm de Lindsay Black)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.