Artistas britânicos recriam aquarelas de Hitler

Jake e Dinos Chapman deram nova vida a obras pintadas antes do Holocausto.

Da BBC Brasil, BBC

05 de junho de 2008 | 08h51

Dois artistas britânicos recriaram 13 aquarelas pintadas por Adolf Hitler no início do século passado e pretendem vender o trabalho por 685 mil libras (R$ 2,1 milhões). Os irmãos Jake e Dinos Chapman adquiriam as obras por 115 mil libras (R$ 365 mil) e, na época, muitos questionaram a moralidade de se pagar por pinturas do líder nazista.Os artistas negam que a recriação das aquarelas visa "redimir" o ditador e descrevem seus originais como "suaves" e "carentes de talento"."A idéia de redimir Hitler é má, mas a idéia de redimir o seu trabalho é um trabalho de gênio", disse Jake.Artista frustradoAs obras compõem a mostra Se Hitler tivesse sido hippie, quão felizes nós seríamos? , em cartaz na galeria White Cube, em Londres, e trazem uma reflexão sobre como tudo poderia ter sido diferente se Hitler tivesse se realizado como artista.As aquarelas foram pintadas entre 1910 e 1913 quando o austríaco, então artista amador, lutava sem sucesso para ser admitido na Academia de Artes Plásticas de Viena. "Ele tentou entrar na Academia de Viena com essas aquarelas. Elas são suaves e não trazem qualquer pista sobre o genocídio que estaria por vir", diz Dinos. "São idênticas a milhares de pinturas encostadas nos brechós, revelando um péssimo trabalho de arte e não que a pessoa por trás delas se tornaria um tirano." Ao recriarem os originais, os artistas acrescentaram céus e arco-íris psicodélicos, corações e flores flutuantes, além de caras sorridentes."Se o inferno existe e Hitler está nele, ele estará se revirando ao ver os quadros. Não é mais o seu trabalho, é nosso", disse.A galeria White Cube diz que tomará precauções para que os trabalhos não sejam vendidos a neonazistas e simpatizantes.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.