Artista norte-americano usa o lixo para retratar famosos

Há mais de dez anos, Jason Mecier cria retratos em três dimensões das suas celebridades favoritas

Da BBC Brasil, BBC

09 de janeiro de 2009 | 09h00

Há mais de dez anos, o artista norte-americano Jason Mecier cria em seu estúdio, retratos das suas celebridades favoritas a partir do lixo. Os retratos são uma espécie de mosaico em três dimensões, com materiais como latas, embalagens, garrafas e papéis como o artista plástico Andy Warhol, a cantora Pink e o empresário Donald Trump. DivulgaçãoJason Mecier se utilizou de material retirado do lixo para compor o mosaico de Donald Trump Para criar o retrato de Warhol, Mecier usou latas de sopa Campbell, que o famoso artista americano imortalizou em suas pinturas de 1962. Jason Mecier trabalha na Califórnia, Estado americano que concentra grande parte das celebridades do mundo do cinema, música e televisão dos Estados Unidos. Sua obra é exibida em galerias de San Francisco e Los Angeles e foi publicada em algumas revistas americanas. Agora ele quer transformar sua série de celebridades "em lixo" em um livro, que seria chamado Celebrity Junk Drawer ("Gaveta de lixo de celebridade"). Mecier conta que recebeu elogios de algumas pessoas famosas que retratou, como Boy George, Debbie Reynolds.

Tudo o que sabemos sobre:
culturalixocelebridadesJason Mecier

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.