Artista mistura desenho e fotografia

Segundo o artista plástico OdiresMlászho, os desenhos que compõem sua exposição Artérias,Limbos e Cidades, em cartaz até o dia 17 março no InstitutoMoreira Salles, estão ligados perfeitamente à idéia contida emuma palavra: palimpsesto. No dicionário: "manuscrito sob cujotexto se descobre a escrita ou escritas anteriores", ou"antigo material de escrita, principalmente o pergaminho, usadoduas ou três vezes mediante raspagem do texto anterior". Foi baseado no modo como produziu os desenhos no começoda década de 90 - entre os anos de 93 e 95 - que o artistaestabeleceu essa conexão, já que os fez a partir de papéisimpressos, como páginas de livros, mapas, diagramas, e atéimagens de motores. Como base, Mlászho usou essas imagens. Depois, desenhou por cima, fazendo um tipo de colagem com desenhos e coressobrepostas. "Minha preocupação é pegar um material já cheio deinformações. É como se eu reutilizasse os pergaminhos - opalimpsesto. A idéia é manter um rastro do que já havia, masdeixá-lo com novas informações e cores", explica. "Em vez deusar uma tela em branco, já era uma tela cheia de histórias." Manifestações - Mlászho ressalta que o palimpsesto não éum tema, mas a manifestação de um trabalho que ele começou nadécada de 60 e que, atualmente, é apenas um suporte para o seutrabalho, que está mais ligado à fotografia. "Mas não soufotógrafo, sou um artista plástico", afirma. Os cerca de 30 desenhos que fazem parte de Artérias,Limbos e Cidades pertencem ao acervo do Instituto. "Vai serbom revê-los", diz Mlászho. Apesar de seu trabalho atual estar maisrelacionado com a fotografia, o suporte sempre está ligado àidéia de fazer colagens e desenhos por cima dos impressos.Só que agora o artista fotografa os produtos finais de seusdesenhos e os expõe.Artérias, Limbos e Cidades - Instituto Moreira Salles: Rua Piauí, 844. Tel: 3825-2560. De terça a sexta, das 13h às 19h. Sábados e domingos, das 13h às 18h.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.