Artista famoso pelo retrato de Obama é preso em Boston

A polícia determinou que Shepard Fairey grafitou propriedades privadas com base em suas obras

AP

07 de fevereiro de 2009 | 17h36

A Polícia de Boston informou que o artista plástico Shepard Fairey, famoso pelo cartaz azul e vermelho da campanha eleitoral do presidente americano Barack Obama, foi preso nesta sexta, 6.   Dois mandados foram feitos para Fairey em janeiro, depois da polícia determinar que ele violou propriedade em dois locais com graffitis baseados em uma obra do começo de sua carreira.   O artista foi detido enquanto se dirigia para o Instituto de Arte Contemporânea, para sua primeira exposição solo, chamada Supply and Demand ("Recurso e demanda", em tradução livre).   O museu disse que Fairey foi liberado algumas horas depois de sua prisão, mas as autoridades não confirmaram.   O pôester de Obama feito por Fairey vendeu centenas de milhares de unidades e entrou para a Galeria Nacional de Retratos, em Washingtons, antes da posse de Obama.   A imagem é tema de uma disputa por direitos autorais com a agência de notícias internacional Associated Press. Fairey argumenta que seu uso para a foto da agência é protegido por "uso justo", o que, na legislação americana, permite exceções para leis baseadas em direitos autorais, que, entre outros fatores, avalia o quanto do original é usado, qual a finalidade do trabalho e como o original é afetado pelo novo trabalho.   O advogado que representa Fairey no caso não comentou a prisão.

Tudo o que sabemos sobre:
Shepard FaireyObamagraffiti

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.