Arthur Omar reúne sua produção em livro

Em maio, Arthur Omar (apontado como o mais provocativo artista midiático da América Latina pelo Museu de Arte Moderna de Nova York) realizou uma mostra de seu trabalho, no Rio de Janeiro. Tratava-se de uma visão de sua obra desde os anos 70 até hoje. Daquela exposição, caracterizada como "retrospectiva prospectiva" pelo próprio autor, surgiu o livro A Lógica do Êxtase, que será lançado hoje, na Galeria Nara Roesler. Em outubro, o artista ganhará uma completa retrospectiva no Centro Cultural Banco do Brasil, em São Paulo. Serão exibidos todos os seus filmes e vídeos - entre eles o longa Triste Trópico - e mostrados trabalhos fotográficos e instalações. Um novo livro-catálogo - semelhante ao livro-álbum A Lógica do Êxtase -, que o artista define como "segunda parte de uma enciclopédia pessoal de imagens", acompanhará a exposição.O livro inventaria cronologicamente (e relê, estabelecendo relações inusitadas entre imagens impressas em película, vídeo e outros suportes) sua rica e ousada. Além do longa Triste Trópico (1974), que derruba radicalmente os limites entre documental e ficcional, Arthur Omar, mineiro-carioca de 52 anos, realizou dez curtas em película e 22 vídeos e/ou videoinstalações.O artista não se impõe limites ou fronteiras. Relê e reinventa graficamente a própria obra, somando documentário experimental, videoarte, moda, filme de ficção, web-arte, fotografia e instalações. O que ele quer é surpreender o leitor com "metáforas visuais", estimulá-lo a mergulhar na busca "de novas relações entre a palavra e a imagem".Arthur Omar está envolvido, neste momento, com o universo amazônico. Realizou, em Parintins, terra dos bois Caprichoso e Garantido, ensaio poético-visual (O Esplendor dos Contrários) que será exibido pela TV Cultura (parceira no projeto), em novembro. "Como Sebastião Salgado e Mario Cravo Neto, companheiros de viagem, busco a imagem do povo brasileiro." Mas com uma diferença: "Eles estão comprometidos com uma visão sociológica, enquanto eu busco a percepção do êxtase, a experiência-limite."Além do novo ensaio amazônico, Omar prepara o livro que acompanhará sua retrospectiva no CCBB-SP. "Desta vez, não me ligarei à cronologia nem ao material proveniente dos meus filmes e vídeos. Vou me concentrar no homem e na paisagem, dentro do meu projeto de busca de uma nova iconografia da realidade brasileira."A Lógica do Êxtase - Os Filmes e Vídeos em 1.000 Imagens chega ao leitor em edição bilíngüe (português/inglês), com design de Sônia Barreto & Tecnopop, e edição gráfica ("de primeiríssima", enfatiza) da Burti. Antenado com a cultura popular e com a arte experimental, Arthur Omar avança por temas como as mídias eletrônicas, os eventos históricos ou as artes plásticas. No livro, depois de um breve ensaio - O Grande Deus Pã - em que o artista soma a divindade pastoral a imagens de Camilo Cienfuegos e Che Guevara, o leitor encontrará pequenos ensaios (lítero-visuais) sobre todos seus filmes e vídeos.A Lógia do Êxtase: Filmes & Vídeos. de Arthur Omar. R$ 70. 208págs. Edição do Centro Cultural Banco do Brasil. Hoje às 19h. Galeria Nara Roesler. Av. Europa, 655, tel.: (11) 3063-2344.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.