Arthur Miller ganha prêmio de US$ 128 mil

O dramaturgo Arthur Miller recebeu nesta terça-feira um prêmio internacional por sua destacada trajetória de mais de meio século. O autor de A Morte de um Viajante disse que a arte é "uma via que conduz até a alma do povo", ao receber um troféu da Associação Artística Japonesa e US$ 128 mil dólares. O Prêmio Imperial é concedido a cada ano a cinco cinco artistas de áreas diversas: um pintor, um escultor, um arquiteto, um músico e um dramaturgo ou cineasta, por jurados de seis países: Alemanha, Estados Unidos, França, Grã Bretanha, Itália e Japão. Miller recebeu o prêmio hoje, durante um almoço em Manhattan, no qual pronunciou um breve discurso sobre o poder da arte para decifrar os seGredos das culturas"."Quando os cânones ficam silenciosos e as grandis vitórias da economia se reduzem a meras conjecturas e logo são esquecidas, é a arte do povo que alcançará as gerações futuras", disse Miller. "As artes podem fazer mais para manter a paz do que todas as guerras, os armamentos e as promessas dos políticos", Acrescentou o dramaturgo.Miller deveria ter recebido o prêmio em 14 de setembro do ano passado, mas a entrega foi adiada devido aos ataques às torres gêmeas em Nova York, no dia 11 de setembro e também devido à morte de sua mulher, a fotógrafa Inge Morath.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.