Arte na bagagem de três artistas brasileiras

Quatro localidades da Europa serão tomadas por ações criativas de quatro artistas plásticas brasileiras. Beth Moysés faz nesta sexta-feira uma grande performance com cem mulheres em Sevilha, na Espanha. Adriana Varejão inaugura no dia 17 uma exposição individual na Fondation Cartier pour l´Art Contemporain, em Paris. Regina Silveira está preparando uma obra especialmente para o Palácio de Cristal do Museu Nacional Centro de Arte Reina Sofia, em Madri, que poderá ser vista a partir de 12 de maio. E Ana Maria Tavares também ocupa, em abril, as instalações de uma instituição, a Culturgest, na cidade do Porto, em Portugal. Cada uma delas trabalha com poéticas diferentes. "Meu trabalho é muito mais reconhecido lá fora do que aqui no Brasil", diz a paulistana Beth Moysés. Sua densa produção sobre a violência contra mulheres já rendeu uma série de performances e obras realizadas desde 2000 tanto aqui (em São Paulo e Brasília) quanto na Espanha (em Madri, Las Palmas de Gran Canárias e agora Sevilha) - mas, diga-se, o tema do universo feminino vem sendo trabalhado por ela há muito mais tempo. Em Sevilha, mulheres vestidas com o traje do casamento carregarão objetos doados por outras que também sofreram violência. "As mulheres elegeram coisas que consideram importante extrair da sua vida e eu levarei para Sevilha essa mala de mágoas", diz Beth. Cartas - muitas lacradas - , fotos, papéis, anéis, aventais com desenhos simbólicos, álbuns de casamento, camisola, canivete, uma garrafa de bebida vazia são alguns exemplos do que foi reunido com a ajuda da Casa de Abrigo, da Casa Sofia - ambas em São Paulo - e do Instituto de la Mujer de Sevilha. Depois de uma caminhada, as mulheres formarão um círculo e queimarão os objetos em praça pública. "É diante da dor sem remédio que surge a obra de arte, como uma solução para os problemas sem solução", uma boa frase de Ferreira Gullar. Beth faz vídeos como registros dessas ações coletivas e esses resultados podem rodar o mundo em exposições por Nova York, Chile, Argentina, Itália e Espanha - por exemplo, suas obras estarão na Fundação Miró, em Mallorca, e numa mostra com curadoria de Berta Sichel em maio no museu Reina Sofia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.