Arte e ciência, em mostra para crianças

Nada mais gostoso do que aprenderbrincando. A partir de uma peça de teatro com a presença dospersonagens Tíbio e Perônio, do Castelo Rá-Tim-Bum, e umaexposição interativa assinada por Renato Teobaldo, a ciência,especificamente a física, torna-se objeto acessível às criançase aos adultos, sem fantasmas. Essa é a proposta do projeto PorQue, Pra Quê?, do Sesc Pompéia. A partir desta quarta-feira, às 10 horas, até o dia 23 dejunho, sempre de terça a domingo, das 10 às 20 horas. O projetoocupa uma área de 1,5 mil metros quadrados da área deconvivência do Sesc - dividido em duas frentes, o teatro e aexposição cenográfica, o evento promete acabar com os mitos ebarreiras que envolvem as ciências. De acordo com a gerente adjunta do Sesc Pompéia, LauraCasali, o objetivo do Por Que, Pra Quê? é tornar a ciênciaacessível para o público infantil de todas as classes sociais,de maneira agradável. Para atrair a moçada de 5 a 12 anos, Flávio de Souzaescreveu a peça Tíbio e Perônio em Por Que, Pra Quê?. Osfamosos cientistas da série da TV Cultura realizam experimentoscom a participação de quatro assistentes e do público. Na execução das experiências, os personagens explicamfenômenos da física, como a propagação do som, a geração deenergia e o funcionamento das pilhas, entre outros. Tanto a peçaquanto os elementos cênicos estão em sintonia com a exposição,dividida em quatro núcleos. Uma delas mostra como funciona a visão - começa pelaformação da imagem na retina, a influência da luz no processo,as cores e, por fim, um jogo de espelhos. Miolos Sonoros eOrelhão Lazer são instalações que orientam sobre os processossonoros. Percusom trata da acústica. Os princípios da mecânica estão em evidência na CorridaMaluca e no robô Fortão. Em Os Buracos da Lua brinca-se comastronomia. "A tônica desse projeto é fazer ciência com arte.As crianças são curiosas e a intensão foi despertar nelas ointeresse pela física de maneira criativa e, ao mesmo tempo,muito prazerosa", conta o cenógrafo Renato Theobaldo, que criouas instalações de Por Que, Pra Quê?. Todo o projeto contoucom assessoria do professor Aníbal Fonseca Neto.Serviço - Por Que, Pra Quê? Exposição: de terça a domingo, das10 às 20 horas, com entrada franca. Peça: de terça a sexta, das10 às 15 horas, e aos domingos, das 11 às 17 horas, R$ 2,50 e R$5,00. Sesc Pompéia. Rua Clélia, 93, São Paulo,tel. 3871-7700.Até 23/6. Abre na terça para convidados e na quarta-feira, para o público.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.