Arte de Patrícia Mesquita pede segundo olhar

Da sobreposição de imagens e decores surgiram as obras da artista plástica Patricia MariaMesquita para sua segunda exposição individual que seráinaugurada na terça-feira, no Espaço Virgilio. Quod meNutruit me Destruit ("O Que me Nutri me Destrói") é oreflexo de um trabalho que vem sendo realizado por Patricia hácerca de seis anos, quando começou a utilizar o computador paraproduzir colagens e plotagens (processo de reprodução deimagens) com o objetivo de "pedir o segundo olhar" dosespectadores, fazê-los decifrar e pensar cada uma dassobreposições ou quebra-cabeças. Em Quod me Nutruit me Destruit, Patricia destaca ascolagens feitas sobre tela e têm como ponto de partida recortesde revistas de moda e de propaganda e palavras, as quais aartista cobre de tintas de diversos tipos, como a acrílica e aóleo. Em relação ao exagero de sobreposições, Patricia diz quesuas obras são como um livro: "Um livro que você lê váriasvezes e depois vai descobrindo algum sentido que não haviapercebido antes." O exagero de sobreposições também reflete, segundo aartista, um "baixo-astral" desencadeado pelo ataque terroristado dia 11 de setembro. Patricia conta que havia criado obrascoloridas para serem expostas em outubro, mas esse acontecimentohistórico a fez mudar totalmente o caráter de seus trabalhos. Asfiguras de suas colagens agora estão fragmentadas e a corvermelha perpassa todas as imagens. Pode-se perceber esse clima de desencanto até mesmo notítulo que a artista escolheu para essa exposição. Na obraMona, deste ano, Patricia registra o título da mostra na corpreta nas verticais do quadro. Já outras obras de Quod me Nutruit me Destruit têmcomo tema os santos, figuras que já podiam ser vistas em seustrabalhos para a sua individual realizada em 2000.Santoantonio e Nsaparecida ocupam o interior de cubosmontados na própria galeria e cada imagem recebeu coressobrepostas, dando-lhes um aspecto impressionista. "Essestrabalhos não são sobre religiosidade, mas sobre o Brasil, essarelação entre o País e os santos", explica Patricia, quecoleciona santinhos distribuídos em festas religiosas desde aexposição anterior. E, por fim, a mostra conta com duas obras de grandesdimensões, intituladas Mulher Sentada e Braço,fortemente coloridas. Utilizando a técnica da plotagem, aartista fez duas caixas de luz em que reproduz o desenho muitocolorido de mulheres. Em uma das caixas, uma mulher está sentada mas não aparece sua cabeça; na outra, uma mulher de perfil temapenas o braço em destaque. As duas obras são do ano passado.Serviço - Patricia Maria Mesquita. De segunda a sábado, das 10às 18 horas. Espaço Virgilio. Rua Virgílio Carvalho Pinto, 426,tel. 3062-9446. Abertura no dia 23

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.