Arte agradável e ambiciosa

Staatliches-Bauhaus desempenhou um papel central indiscutível na cultura europeia do período entreguerras

O Estado de S.Paulo

09 de maio de 2013 | 02h10

Fundada pelo arquiteto Walter Gropius em 1919, a partir da fusão da Academia de Belas Artes e da Escola de Artes Aplicadas de Weimar, a Staatliches-Bauhaus desempenhou um papel central indiscutível na cultura europeia do período entreguerras.

Tendências. Marcada por tendências nem sempre fáceis de se harmonizar, como a absorção e experimentação de novas tecnologias e a defesa do caráter artesanal da arte, a escola teve uma curta, porém intensa, duração.

Foi fechada definitivamente em 1933 por determinação dos nazistas.

No entanto, seu raio de ação é muito mais amplo e complexo, tendo promovido encontros entre alguns dos maiores criadores do período, possibilitado a troca de experiências entre diferentes gerações e culturas.

Além disso, também irradiou pelo mundo afora experiências de criação de uma arte ambiciosa, em diálogo com a indústria, alimentada pela sabedoria artesanal, ao mesmo tempo agradável aos sentidos e útil à sociedade. / M.H.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.