"Arquivo X" pode virar franquia

A franquia "Arquivo X" não dá sinais de que vai acabar tão cedo. O seriado da emissora de TV americana Fox começou no fim de semana passado sua nova temporada, cheia de novidades, inclusive a saída definitiva de David Duchovny do elenco. O agente Fox Mulder deve, no entanto, fazer parte da trama do segundo filme da série, que começou a ser planejado pelo produtor Chris Carter. E para os fãs das conspirações alienígenas, foi lançado esta semana nos Estados Unidos o DVD com toda a quarta temporada da série, considerada a melhor dos mais de oito anos do programa.A nona temporada de "Arquivo X" começa na manhã seguinte ao beijo que Mulder e sua parceira, a agente do FBI Dana Scully (Gillian Anderson), trocam no fim do último show da temporada passada. Sua ausência do show é explicada de uma maneira quase cômica. "Ele foi embora, simplesmente foi embora", diz ela. E fim de papo. Seu nome é mencionado várias vezes no primeiro episódio, no entanto. Com a saída de Mulder, o foco do shows deixa de ser a procura de sua irmã desaparecida. Agora, a questão maior é o bebê de Scully e Mulder. A personagem dela deve, porém, passar para o segundo plano nesta temporada, provavelmente porque a atriz tem um contrato assinado apenas até maio e já deu a entender que não quer mais trabalhar no programa.Pelo que o primeiro episódio mostra, estão agora no plano principal da trama os agentes John Doggett (Robert Patrick) e Monica Reyes (Annabeth Gish). Depois de algumas temporadas de tramas para lá de absurdas, "Arquivo X" volta a ter a intensidade que garantiu tanto sucesso ao programa. Ainda que Patrick e Gish não tenham a mesma empatia que Duchovny e Anderson, eles conseguem pelo menos dar seriedade ao show.A energia de que "Arquivo X" tanto precisa pode estar em uma participação especial que talvez vire presença efetiva no elenco: Lucy Lawless, a estrela da extinta série de TV "Xena, A Princesa Guerreira". Ela faz o papel de uma mulher misteriosa do passado de Doggett. Outro nome novo do elenco é o de Cary Elwes, que faz o papel do diretor-assistente do FBI Brad Follmer.Para o segundo longa-metragem da série, Carter e o estúdio 20th Century Fox estão em negociações adiantadas. O criador do programa quer que "Arquivo X" vire uma franquia cinematográfica à la "Jornada nas Estrelas".O novo filme, que deve começar a ser rodado no final de 2002 e chegar aos cinemas em dezembro de 2003, deve ter Duchovny e Anderson em seu elenco, de acordo com Carter, que já teria convidado pessoalmente os dois. Também estão nos planos dele as participações de Patrick e Gish. A história do novo filme deve ser completamente independente da trama da série, ao contrário do filme original de 1998, cujo roteiro complicado (com "respostas" às questões misteriosas do programa) afugentou o público que não acompanha o seriado de TV (ainda assim, "Arquivo X O Filme" faturou US$ 84 milhões apenas nos cinemas dos Estados Unidos).Para o novo filme, a idéia é ter algum mistério com começo, meio e fim. O diretor da produção ainda não foi escolhido (o do filme original foi Rob Bowman). O melhor de "Arquivo X" acaba de ser lançado em DVD. Os 24 episódios da quarta temporada do programa estão uma caixa especial com 7 discos. Entre os capítulos mais importantes desta temporada, estão "Leonard Betts", "Sanguinarium", "El Mundo" e "Memento Mori". Os DVDs têm comentários de Carter, entrevistas com ele e os roteiristas Vince Gilligan e James Wong comerciais de TV da série e cenas que não foram ao ar. Os DVDs têm som original em inglês e versão dublada em francês. A primeira, a segunda e a terceira temporada do programa também estão disponíveis em DVD.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.