Arquivo da fotógrafa Diane Arbus é doado ao Met de Nova York

O arquivo integral da obra dafotógrafa nova-iorquina Diane Arbus -- célebre por suas imagensde anões, nudistas e artistas de circo -- será transferido parao Metropolitan Museum of Art de Nova York, conhecido como"Met". Os herdeiros de Arbus, que cometeu suicídio em 1971, estãodoando seu arquivo ao museu, que vai abri-lo para estudiosos defotografia e para o público, anunciou o Met. O museu também comprou por valor não revelado 20 das fotosde Arbus que estavam na Galeria Fraenkel, de San Francisco. O arquivo da fotógrafa inclui negativos e contatos de 7.500rolos de filme, além de centenas das fotos de sua primeirafase, documentos pessoais, correspondência, seu acervo de fotose outros livros, fotos de outros artistas e anotações feitaspessoalmente por ela em cópias de fotos. "É raro em qualquer campo que uma de suas maiores expoentesdeixe sua produção inteira como legado", disse em comunicado ocurador fotográfico do Met, Jeff Rosenheim. O Met disse que o arquivo é semelhante ao do fotógrafoWalker Evans, que está no museu desde 1994. "Agora oMetropolitan terá a oportunidade de mapear a criatividade dedois grandes artistas da maneira mais completa", disseRosenheim. As fotos de Arbus compradas pelo Met incluem "Amigos anõesrussos numa sala de estar na 100th Street, Nova York" (1963) e"Mulher com véu na Quinta Avenida, Nova York" (1968). Em 2005 o Met apresentou uma mostra viajante do trabalho deArbus. Nicole Kidman fez o papel de Arbus no filme "A Pele", de2006, sobre o relacionamento entre a fotógrafa e um personagemfictício.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.