Reuters
Reuters

Arquiteto da fachada da Basílica de Barcelona morre aos 87 anos

Josep Maria Subirachs sofria de doença neurodegenerativa

O Estado de S. Paulo

08 de abril de 2014 | 11h47

O escultor, pintor, gravurista e cenógrafo espanhol Josep Maria Subirachs, autor da fachada arquitetônica da Basílica da Sagrada Família de Barcelona, morreu aos 87 anos. Segundo sua filha, Subirachs, que há anos lutava contra uma doença neurodegenerativa, morreu na noite desta segunda-feira, 7, em Barcelona.

Nascido em Barcelona no dia 11 de março de 1927, Josep Maria Subirachs era um dos artistas espanhóis mais respeitados e de maior prestígio, tanto no âmbito nacional como internacional. Sua primeira etapa artística esteve marcada pela estética mediterrânea e, mais tarde, se inspirou nas linhas helicoidais da obra de Antoni Gaudí, a quem rendeu uma homenagem com algumas das obras realizadas no início da década de 50.

Em 1986, Subirachs foi contratado para realizar com total liberdade de estilo o conjunto de esculturas da fachada da Basílica da Sagrada Família, que completou entre os anos 1987 e 2005. Para concluir a obra, o artista chegou a morar em uma casa adaptada no interior da basílica. As linhas modernas e mais contemporâneas do estilo de Subirachs contrastam com o realismo das esculturas projetadas por Gaudí na Fachada do Nascimento, fato que envolve certa polêmica até os dias de hoje.

Apesar disso, foi eleito por críticos para fazer uma escultura especial para as Olimpíadas de Seul, em 1988, intitulada Pilares do Céu. Suas obras podem ser vistas em países como Estados Unidos e Coreia do Sul.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.