Arquiteto brasileiro vence 2º Mies Van Der Rohe

O arquiteto Paulo Mendes da Rocha foi o vencedor da segunda edição do Prêmio Mies Van Der Rohe de Arquitetura Latino-Americana pelo seu excelente trabalho na restauração, adaptação e reforma da Pinacoteca do Estado de São Paulo. Mendes e sua equipe, da qual fazem parte Eduardo Argenton Colonelli e Welinton Ricoy Torres, dividirão o prêmio de US$ 47.745. O trabalho concorreu com arquitetos do Peru, Chile, Paraguai e Colômbia. O anúncio foi feito às 11h30, no Masp.Ao anunciar o prêmio, a comissão julgadora ressaltou a importância histórica e a qualidade construtiva do prédio da Pinacoteca. Segundo Hugo Segawa, professor de arquitetura da Universidade de São Paulo, único jurado brasileiro, o prêmio é uma possibilidade de chamar a atenção para obras que muitas vezes não são conhecidas no próprio País.A Pinacoteca foi construída entre 1896 e 1900 para abrigar o Liceu de Artes e Ofícios, mas nunca foi totalmente concluída. Catálogo - Por terem examinados mais de 109 obras, os representantes da Fundação Mies Van Der Rohe decidiram aproveitar para organizar um catálogo contendo além do trabalho premiado, mais 10 arquitetos. A publicação deve ser lançada entre setembro e outubro deste ano e contará com uma exposição itinerante pela América Latina, EUA e Europa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.