Armani aposta na sensualidade sutil

O italiano Giorgio Armani apostana insinuação como forma de sedução, longe de qualquer excesso, e por isso recuperou parte de seu antigo rigor na coleção feminina para a próxima primavera-verão. Pensando em uma mulher sutil e elegante, o estilista apresentou hoje, em Milão, uma coleção de cores suaves e contornos delicados,fugindo do exibicionismo e agressividade que imperam no atual modo de vestir, segundo Armani. "Hoje as mulheres dão medo nos homens, são um pouco famintas eexcessivas. E aquelas menos felizardas são ainda mais agressivas,talvez porque não têm nada a perder", disse Armani, que, como umconvite à mudança, deu o nome "Today" ("Hoje") a sua nova linha. As saias da nova coleção são as grandes protagonistas, na alturado joelho, levemente rodadas e com tecidos como cetim ou organdi. Também há muitos casacos, simples e elegantes, e as jaquetas, bemajustadas e usadas de dia ou de noite. O estilista italiano teve atenção especial nessa coleção, na qualresgatou o "glamour" da alta costura com modelagem aparentementesimples, mas muito estudada. As "jóias" da coleção são os vestidos longos, bordados e compregas - para deixá-los fluidos -, ou com cristais aplicados sobreflores. Armani não escondeu a satisfação com a nova linha, pensada parauma mulher que, segundo o estilista, "pode fazer o que quiser com amoda". Outro grande protagonista da passarela de Milão hoje foi a Gucci,que surpreendeu com uma coleção que representa uma absoluta rupturacom o passado da grife. A estilista Frida Giannini decidiu deixar para trás a históriaescrita nos últimos anos por Tom Ford, que saiu da Gucci no anopassado após uma longa carreira como "estrela" das criações dagrife. A coleção de Giannini reflete a trajetória anterior da estilistacomo diretora de criação de acessórios na mesma empresa, já queestes têm papel fundamental em suas propostas para a próximaTemporada. Desde as originais botas pretas de pele de crocodilo e assandálias plataforma e de salto altíssimo, até as bolsas brancas decoco ou de rede de pesca, todos os acessórios mostrados por Gucciforam muito aplaudidos pelo público. Já o resto da coleção de Giannini gerou diversas reações, elevantou opiniões divergentes entre os que apostavam na continuidadee os que estavam abertos a novos ares. Para o dia, Giannini aposta nas calças cigarrete e nas bermudascom corte perfeito, para serem usadas com casacos curtos e - só emalgumas ocasiões - ligeiramente folgadas, com as mangas vazadas e àsvezes franzidas na altura do ombro. Em relação às estampas, a estilista recuperou alguns antigossímbolos nas blusas, que podem ser usadas com minissaias e tambémEstampadas. Para a noite, a Gucci mostrou longos vestidos coloridos,freqüentemente com estampas florais, ousados tanto na hora decombinar cores como na escolha das mangas, curtas e com muitosbabados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.