Angela Lacerda
Angela Lacerda

Ariano retorna, depois de quatro meses, com aula-espetáculo sobre Capiba

Escritor passou quase quatro meses afastado por recomendação médica

Angela Lacerda/ Recife, O Estado de S.Paulo

10 de dezembro de 2013 | 19h58

O escritor, dramaturgo, ensaísta e fundador do Movimento Armorial - que revela o erudito na arte regional - Ariano Suassuna retorna aos palcos, nesta segunda-feira (16), com a aula-espetáculo Tributo a Capiba, no Centro de Convenções, no município metropolitano de Olinda.

Ele havia interrompido o seu projeto de aulas-espetáculo no dia 21 de setembro, quando sofreu um infarto, e passou quase quatro meses afastado por recomendação médica. Aos 86 anos, Suassuna volta com vigor para retomar a viagem pela obra do amigo Lourenço da Fonseca Barbosa, o Capiba (1904-1997), um dos maiores compositores brasileiros, autor de famosas canções e frevos a exemplo de Madeira que o Cupim não Rói, É de amargar, Voltei Recife e Maria Betânia.

A plateia será integrada de professores da rede pública estadual de ensino. Assessor especial do governo de Pernambuco, Ariano mostra composições menos conhecidas de Capiba, intercalando as apresentações com informações sobre a origem de cada música e o seu contexto histórico, além de recitar os poetas que foram musicados pelo compositor.Das nove músicas apresentadas na aula-espetáculo, apenas uma é frevo - Toada e Desafio. Elas serão cantadas, tocadas e dançadas pelo grupo Arraial, criado pelo escritor - autor de Romance d´A Pedra do Reino - para desenvolver seu projeto.

A estreia de Tributo a Capiba aconteceu no final de 2011 e já foi vista por mais de 30 mil pessoas em todas as regiões do Estado. (

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.