Arco é inaugurada em Madri

Mais uma edição da Feira de Arte Contemporânea de Madri, a Arco, uma das mais importantes do mundo juntamente com as realizadas na Basiléia (Suíça) e em Chicago (Estados Unidos) terá início nessa terça-feira. No seu 20.º aniversário, a Arco conta com a presença de 271 galerias de arte, sendo 106 espanholas e 165 estrangeiras.Este ano, o Brasil está sendo representado por sete galerias: Baró Senna, Valú Ória, Milan, Casa Triângulo, Brito Cimino, Luisa Strina e Camargo Vilaça. "A particiação brasileira está cada vez mais forte e mais densa", analisa o curador Adriano Pedrosa, que trabalha com a Arco há três anos. Nesta edição, ele ficou responsável por organizar quatro mesas de debates sobre as bienais de arte.Pedrosa tem experiência com este assunto, uma vez que foi sub-curador da 24.ª Bienal Internacional de São Paulo, na gestão de Paulo Herkenhoff, e com o ex-curador Ivo Mesquita na 25.ª Bienal. Ele entrou em contato com 15 curadores de diferentes países para discutir a proliferação das bienais pelo mundo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.