Sergio Castro/Estadão
Sergio Castro/Estadão
Imagem João Wady Cury
Colunista
João Wady Cury
Palco, plateia e coxia
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Arcênico: 'Vida' chega para transformar

Espetáculo de Nelson Baskerville estreia com o grupo Na Companhia de Mulheres, no fim de maio, na Casa do Povo

João Wady Cury, O Estado de S.Paulo

23 Março 2017 | 02h00

Seis nervos expostos, cenas de histórias marcantes da vida de cada um dos atores e do diretor da peça. A isso se dá o nome de Vida, espetáculo que o diretor Nelson Baskerville (o mesmo de Luis Antonio - Gabriela) estreia com o grupo Na Companhia de Mulheres, no fim de maio, na Casa do Povo - ainda há a possibilidade de ser realizada no Sesc Consolação. A dramaturgia é do próprio Baskerville e do elenco, que ensaiam Vida há nove meses. “É um processo longo justamente para levar ao palco nossa preocupação com o Brasil e o mundo de hoje”, diz o diretor. “Queremos criar fissuras nas pessoas para reaprendermos a olhar o outro com um teatro colaborativo e ao mesmo tempo profundo e transformador.”

FESTIVAIS A TODA

Esta edição da Mostra Internacional de Teatro de São Paulo 2017 chegou ao fim esta semana, mas a festa do teatro ganha outras cidades com as confirmações de outros festivais. O Porto Alegre Em Cena tem inscrições abertas até o dia 31 de março para as atrações nacionais e internacionais. Também está confirmado para o período de 6 a 15 de julho o Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto, que será realizado em parceria com o Sesc local. Hoje, os organizadores apresentam o regulamento desta edição para as produções nacionais. O Cena Contemporânea - Festival Internacional de Teatro de Brasília chega à 18.ª edição e será realizado entre 22 de agosto e 3 de setembro. 

O curador Alaôr Rosa está viajando pelo País para escolher os espetáculos que serão encenados. Da mostra internacional está praticamente confirmada a presença da Companhia do Chapitô, de Portugal.

LEITURAS DRAMÁTICAS

Denise Weinberg dirige amanhã e sábado, às 19h, na Ocupação Laura Cardoso, no Itaú Cultural, o texto Outono, Inverno. Faz parte da série de leituras de obras das quais Laura Cardoso participou. A seguir tem A Casa de Bernarda Alba, em 31 de março e 1.º de abril, Terra Estrangeira, em 7 e 8 de abril, com direção de Naruna Costa, Vereda da Salvação em 14 e 15 de abril, direção de Malú Bazán e Vem Buscar-me Que Ainda Sou Teu, dirigida por Renata Soffredini. 

GLENN CLOSE, 70

A atriz norte-americana Glenn Close (foto) mostra a que veio na semana em que chega aos 70 anos e comemora no palco da Broadway com vigor e talento sua Norma Desmond, na remontagem de Sunset Boulevard. O musical estreou no mês passado depois de uma temporada em Londres. É sempre bom lembrar a frase da atriz, que bate direto no coração do artista: “Você tem que amar o personagem que interpreta mesmo que ninguém ame”, diz ela. Se estiver de passagem por Nova York, não perca.

VIVA SÁBATO MAGALDI!

O maior crítico teatral brasileiro, Sábato Magaldi (1927-2016), transformou a maneira de analisar peças teatrais e profissionalizou a função, iluminando o ofício e o mundo teatral com o seu olhar generoso e metódico. Foi tão importante para as artes cênicas como grandes atrizes e atores, responsável pela recuperação e readequação da obra teatral de Nelson Rodrigues. 

O mineiro Sábato, que escreveu no Estado de 1953 a 1988, é o tema do curso que será ministrado pela crítica e pesquisadora teatral Maria Eugênia de Menezes, colaboradora do Caderno 2, no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc nos dias 18 e 20 de abril das 19h30 às 21h30.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.