Arcênico: Otávio Augusto faz 50 anos

Ator decidiu comemorar a data com a montagem da peça 'A Tropa'

João Wady Cury, O Estado de S.Paulo

27 Abril 2017 | 02h00

De teatro, claro. E ator, paulista de São Manuel, decidiu comemorar com a montagem de nova peça. A Tropa conta a história de um pai, internado no hospital, que recebe a visita dos quatro filhos para um acerto de contas. Em meio às discussões familiares, o texto escrito por Gustavo Pinheiro tem como pano de fundo o Brasil dos últimos 50 anos, da ditadura à Lava Jato. Haja estômago. Estreia prevista para 3 de junho no Teatro Sérgio Cardoso, a peça tem direção de Cesar Augusto e, no elenco, Alexandre Menezes, Daniel Marano, Edu Fernandes e Rafael Morpanini. 

FAROESTE NA LUZ

Não se trata de bangue-bangue e sim a mais recente produção da companhia Pessoal do Faroeste. Chama-se Curare a peça do grupo, que chega aos 19 anos com uma produção que pretende discutir a mulher no País a partir do enredo original de O Alienista, de Machado de Assis. Só que, no caso, o protagonista é a Dra. Bacamarte, uma médica que curou todas as mulheres brasileiras de dores de amor. O Brasil do Pessoal do Faroeste é retratado como ficção que se passa em 2084 e é um matriarcado em que as mulheres tomaram o poder com a ajuda da médica e de suas quatro amazonas do apocalipse: Peste, Fome, Guerra e Morte. Escrita e dirigida por Paulo Faria, a peça se dá tanto na sede da companhia como no Largo General Osório, na Luz, e promete polêmica. 

IBEROS EM CENA

Tirem seus projetos da sala de ensaio. O Iberescena, entidade de gestão de fundo de apoio às Artes Cênicas, abriu esta semana convocatória para produção e coprodução de espetáculos e residências de profissionais originários de 12 países ibéricos, dentre eles o Brasil. Mais informações no site da entidade: www.iberescena.org

CASA NA VERTIGEM 

A sede da companhia Teatro da Vertigem, na Bela Vista, ganhou uma nova configuração com a inauguração da Casa Palco, no segundo andar do prédio, na Rua Treze de Maio, 240. A ideia dos criadores é oferecer salas de ensaio para produções teatrais, reuniões de produção, coworking e onde também ocorrerão oficinas e cursos ligados ao teatro. À frente estão três bravos do meio artístico: Marisa Bentivegna, Guilherme Bonfanti e Eliana Monteiro.

MATHEUS FALA

Um dos atores mais cultuados do País, Matheus Nachtergaele é o convidado de hoje, às 19h30, da série Em Primeira Pessoa, no Centro de Pesquisa e Formação do Sesc. Vai falar sobre sua carreira desde as origens, quando trabalhou com Antunes Filho e cursou a Escola de Arte Dramática (EAD), passando depois a integrar o Teatro da Vertigem até chegar à carreira solo.

3 PERGUNTAS PARA CACÁ CARVALHO

Ator repassa no tempo livre textos em que atuou.

1. O que é ser ator?

Ser ator é diferente de se dizer ator, é um comprometimento com “acordar” o outro.

2. Com qual personagem de teatro se parece?

Pareço mais com discursos de textos do que com personagens.

3. Como gostaria de morrer em cena?

Ali, não morro. É só ali que vivo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.