Imagem João Wady Cury
Colunista
João Wady Cury
Palco, plateia e coxia
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Arcênico: Lusófonos invadem Pindorama

Confira essa e outras novidades do mundo do teatro

João Wady Cury, O Estado de S.Paulo

04 Maio 2017 | 02h00

Yesu Luso é a mostra de teatro de língua portuguesa que estreia 2 de junho no Sesc Ipiranga. São seis peças de quatro países: Angola, Cabo Verde, Moçambique e Portugal. A primeira é Um Picasso, da Companhia de Teatro de Braga, de Portugal, dias 2 e 3 de junho, e segue com Qual é a Sentença? A Mulher que Matou a Diferença, de Katchoro Kupalucha, de Moçambique, dias 3 e 4 de junho; I Can’t Breathe, de Elmano Sancho, Portugal, dias 6 e 7 de junho; Rostos de Loanda, Luanda, de Angola, dias 7 e 8 de junho; Teorema do Silêncio, do Grupo de Teatro do Centro Cultural Português, de Cabo Verde, dias 9 e 10 de junho; As Três Irmãs, do Grupo Teatrão, dias 10 e 11 de junho. Todas montagens imperdíveis.

POLÊMICA A CAMINHO

Chega este mês a São Paulo e promete chacoalhar nossos já tão frágeis alicerces políticos e morais um dos dramaturgos mais polêmicos do teatro britânico: Anders Lustgarten. Desembarca no Sesi, trazido pelo British Council, para dois eventos: um debate e uma oficina. O título escolhido para os dois encontros já diz tudo: Como Dizer a Verdade. Ativista no cotidiano e provocador na essência, o inglês Lustgarten falará para plateias muitos pequenas. O debate será realizado no dia 22 de maio, às 20 h, no Espaço Mezanino, para 50 pessoas. As reservas serão feitas pelo telefone 3146-7439, entre os dias 15 e 19 de maio, das 11 h às 16 h. Já na semana seguinte, o dramaturgo ministrará um workshop para quatro pessoas, de 23 a 25 de maio, das 18 h às 22 h. Só para lembrar, peças da autoria de Lustgarten, como The Seven Acts of Mercy, foram montadas pela Royal Shakespeare Company, e A Day at the Racists e If You Don't Let Us Dream, We Won't Let You Sleep, pelo Royal Court Theatre. Se o seu negócio é teatro, não perca. Possivelmente ele é o maior figurão da dramaturgia inglesa a passear por aqui este ano.

TERRINHA NO INTERIOR 

E tem mais Portugal por aqui, agora no interior paulista. A montagem de As Contadeiras, da companhia Caldas da Rainha, está no Circuito Sesc de Artes. Trata-se de uma performance tragicômica em que duas contadoras de histórias portuguesas narram histórias inspiradas no poeta Fernando Pessoa e no escritor José Saramago. Passará este fim de semana por Dourado, Ibitinga e Jaú e, no fim de semana da outra semana, por Itapecerica da Serra, Taboão e Embu das Artes. A programação completa está no www.sescsp.org.br

ESCOLA TIPO EXPORTAÇÃO

A SP Escola de Teatro virou exemplo. Acaba de transferir seu modelo de atuação para o Mato Grosso, onde foi criada a MT Escola de Teatro.

TEATRO É RESISTÊNCIA 

Depois da sequência inglória de feriados em abril, mais uma vez fica provado que teatro é resistência. Não bastasse a maioria das peças ter seguido carreira, sem se importar com as folgas forçadas das últimas três semanas, entramos em maio com mais de 20 novas produções inéditas a estrear, sem contar as reestreias. Agora só falta mesmo a cidade ganhar novos teatros para dar conta de todas as produções e também para que tenham carreira duradoura.

CENÁRIO

"O teatro é um templo, um templo onde o sol nunca entra. É aprofundado porque tudo reside na palavra."

MARCELLO MASTROIANNI ATOR, MORTO HÁ 20 ANOS

E-MAIL: JOAO.CURY@ESTADAO.COM

BLOG:CULTURA.ESTADAO.COM.BR/BLOGS/ARCENICO

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.