Imagem João Wady Cury
Colunista
João Wady Cury
Palco, plateia e coxia
Conteúdo Exclusivo para Assinante

Arcênico: Ela agora é o príncipe Hamlet

Premiada atriz paranaense Patrícia Selonk vai encarnar nos palcos o príncipe da Dinamarca

João Wady Cury, O Estado de S. Paulo

26 Maio 2017 | 18h24

Ele voltou, como sempre volta há mais de 400 anos. Só que, agora, de um jeito meio diferentão: ele será ela. O ela em questão se refere à premiada atriz paranaense Patrícia Selonk, que vai encarnar nos palcos o príncipe da Dinamarca, Hamlet, aquele angustiado sobre pernas, a partir de 16 de junho. Além dela, outros seis atores estarão na montagem da Armazém Companhia de Teatro, com direção de Paulo de Moraes, que estreia no CCBB do Rio de Janeiro. É uma adaptação, claro, até porque o texto original do bardo exigiria 30 atores e três atrizes no elenco. A encenação promete, como sempre acontece com as peças da dupla Moraes-Selonk. Se estiver no Rio, não perca. É diversão certa.

IMAGINARIUS LEVA FESTA ÀS RUAS DA TERRINHA

A pacata e fofa cidade portuguesa de Santa Maria da Feira, com menos de 20 mil habitantes, sedia a partir de hoje, até sábado, um belíssimo festival de teatro de rua, o Imaginarius. Serão mais de 140 apresentações de 41 espetáculos envolvendo 400 artistas de vários países. Festa na certa.

RATOS DE BIBLIOTECA TÊM DIVERSÃO GARANTIDA

Pode ser reveladora uma visita despretensiosa à biblioteca da Escola de Comunicações e Artes, da USP – no que essa visita poderia ser despretensiosa. O arquivo de peças teatrais tem algumas raridades originais, datilografadas em papel de seda, belíssimas. E escarafunchando mais detalhadamente podem-se encontrar textos dramáticos de atores hoje consagrados. Por exemplo, o ator Marco Nanini tem uma de sua autoria, chamada Descasque o Abacaxi Antes da Sobremesa, e escrita em janeiro de 1973. Como ele mesmo definiu na abertura, trata-se de uma “passagem esquizofrênica” em um ato. Acredite se quiser, a peça é dedicada a um faqueiro. Ou ainda uma peça escrita em 1962 pelo grande líder do grupo teatral Decisão, de Sorocaba. Chama-se Sorocaba, Senhor e o autor da peça atende pelo nome de Antônio Abujamra, grande ator e diretor. Uma das cópias tem uma preciosidade na contracapa. Abujamra escreveu para o amigo Edgar a caneta: “Edgar, esperei e nada! Não mostre a peça a ninguém, incluindo Deus! Telefone. Abu”. 

OFICINA DISPONIBILIZA BACANTES NO YOUTUBE

Se acha que perdeu, não perdeu. Já está disponível no YouTube a peça Bacantes, particionada em formato de série. Vale uma visita à página da companhia de teatro mais digital do País, inclusive para ver outras peças na íntegra, trechos ou mesmo manifestos: youtube.com/uzonauzyna

DUPLA FAZ-TUDO APOSTA NO ESTRESSE COTIDIANO

As atrizes Bruna Anauate e Tati Lenna estreiam a peça Ato Falho no dia 17 de junho no espaço da Cia do Pássaro. A dupla, egressa do Centro de Pesquisa Teatral (CPT), do Sesc, faz de tudo no espetáculo: do texto à interpretação, passando pela direção. Pode ser uma temeridade, mas é bom pagar para ver. O assunto é quente: a vida de hoje, conturbada e louca, com excesso de conexões. Bruna Anauate atuou como atriz e produtora em Tem Alguém Que Nos Odeia, de Michelle Ferreira, em 2013. E Tati Lenna é autora de Circo Chernobyl – Um Ensaio Sobre a Peça, resultado da experiência no Núcleo de Dramaturgia do Sesi.

VAMOS QUE VENIMOS CHEGA À NONA EDIÇÃO

Chega à nona edição em outubro próximo o Vamos Que Venimos, festival de teatro para jovens de 13 a 19 anos, em Buenos Aires. É um evento mundial e as inscrições estão abertas até o dia 3 de junho. “De dia, a garotada pode fazer cursos e assistir a conferências, tudo gratuitamente, e à noite apresentam suas peças para o público”, diz Marisol Souza, uma das coordenadoras do evento. Se você tem um grupo, não perca tempo. Junte a galera e inscreva sua companhia no site: vamosquevenimos.com.ar

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.