Aquela noite memorável em Curitiba

Fazia um frio cortante naquela noite de maio em 2004, quando os Pixies tocaram pela primeira vez no Brasil. Mas foi tudo perfeito, memorável. O ambiente e a situação não podiam ser mais interessantes: a Pedreira Paulo Leminski, em Curitiba, com um visual incrível, acústica espantosa e público dos mais bacanas. Dando uma geral na plateia, parecia que a gente estava na esquina de casa: só dava caras conhecidas do mundinho paulistano. Só que com um ar de Woodstock que o SWU também evoca. Os caras vão pensar que no Brasil só se faz show no meio do mato. Seis anos atrás muitos encararam a "rodovia da morte" só pra ver os Pixies. Valia o risco. Afinal, estava decretado que a banda iria acabar. Era uma das últimas chances. Foi catártico, uma metralhada de hits sem dar brecha pra respirar: Nimrod"s Song, Hey, Isla de Encanta, Monkey Gone to Heaven, Where Is My Mind?, Here Comes Your Man, Gigantic, Debaser, Into the White, Planet of Sound. Para quem não viu, vale lembrar que Black Francis e Kim Deal, Santiago e David Lovering pareciam mais felizes do que nunca. E nós também. Foi um daqueles shows de rock pra entrar no top 10 de uma vida.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.