Após morte de ator, Bush adia evento contra abuso de remédios

O presidente dos EUA, George W.Bush, adiou um evento marcado para quarta-feira e no qualdivulgaria uma campanha de prevenção contra o consumo abusivode remédios controlados. A decisão foi tomada depois da morte do ator Heath Ledger,provocada possivelmente devido a uma overdose de medicamentos,afirmou a Casa Branca. "Sentimos que seria melhor não realizar nenhum evento hojeem vista da tragédia de ontem, envolvendo a morte desseestimado ator", afirmou Dana Perino, porta-voz do governo. "Não desejamos ninguém imaginando que estamos tentando nosaproveitar dessa história de alguma forma." Bush deveria falar de manhã sobre uma campanha de anúnciosde TV alertando para o perigo do uso abusivo de remédioscontrolados. A campanha é realizada pelo Escritório Nacionalpara Políticas de Controle de Drogas. Ledger, 28, nomeado para o Oscar pelo papel que desempenhouno filme "O Segredo de Brokeback Mountain", foi encontradomorto em seu apartamento de Manhattan, na terça-feira. Apolícia trabalha com a hipótese de overdose de medicamentos. (Reportagem de Tabassum Zakaria)

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.