Após escândalo sexual, deputado dos EUA busca tratamento

O deputado democrata Anthony Weiner, de 46 anos, que está sendo pressionado a renunciar depois de se envolver num escândalo sexual pela Internet, está buscando tratamento e pediu licença da Câmara dos Deputados dos Estados Unidos, disse um assessor neste sábado.

REUTERS

11 de junho de 2011 | 17h42

O gabinete de Weiner fez o anúncio logo depois de os principais líderes democratas terem pedido publicamente que ele renunciasse ao cargo.

Em um breve comunicado, a porta-voz do Congresso, Risa Heller, indicou que Weiner continuaria no cargo pelo menos até receber ajuda profissional, não especificada.

"O congressista Weiner partiu esta manhã para buscar tratamento profissional voltado para se tornar uma pessoa e um marido melhor", disse Heller em comunicado.

"Diante disso, ele pedirá uma curta licença da Câmara dos Deputados de modo que possa ser avaliado e estabelecer um caminho de tratamento para ficar bem."

(Reportagem de Thomas Ferraro)

Tudo o que sabemos sobre:
GENTEEUAWEINER*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.