Após 50 anos, Smurfs vão ganhar filmes e novas mulheres

Criados como personagens secundáriospara um único álbum de HQs, os gnomos azuis mundialmenteconhecidos como Smurfs vão celebrar seu meio século de vida coma realização de um filme e uma invasão de novas personagensfemininas. Os Smurfs (ou Schtroumpfs, no original belga) têm umaaltura que não ultrapassa a de três maçãs e vivem de comerração e consertar o dique da aldeia. Mas os negócios que eles já geraram em 30 idiomas sãoestimados por algumas fontes em 4 bilhões de dólares, rendendoentre 5 e 12 milhões de dólares em royalties por ano. O cinqüentenário dos Smurfs será comemorado com um novoálbum de aventuras do grupo, estatuetas, uma exibição no museudos quadrinhos de Bruxelas, uma série de selos comemorativos e--como mudam os tempos-- mais mulheres na sua aldeia comcasinhas em forma de cogumelo. A smurfette loira, criada originalmente pelo feiticeiroGargamel para incitar ao ciúme e à rivalidade entre os membrosda comunidade, passou anos sendo o único alvo dos olharesmasculinos desse universo. "Houve mudanças dramáticas nos valores sócio-culturais nosúltimos 20 a 25 anos", disse Hendrik Coysman, diretor daempresa IMPS, que detém os direitos dos Smurfs, numa entrevistacoletiva na segunda-feira. "Uma delas é o maior poder das garotas. Então haverá umamaior presença feminina na aldeia Smurf, e isso será, é claro,a base para novas histórias." Os Smurfs chegarão à era contemporânea numa animação em 3Dpor computador. O roteiro e outros detalhes devem serdivulgados nas próximas semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.