Após 4 anos, Paralamas do Sucesso lança novo álbum

Não é a primeira nem será a última vez que o Paralamas do Sucesso desbrava o território brasileiro. Desta vez, com o lançamento de Brasil Afora, o trio formado por Herbert Vianna, Bi Ribeiro e João Barone escancara em letras e sons as diversas caras e etnias espalhadas pelo País. O disco vem após um silêncio de quatro anos, tempo necessário para que o grupo pudesse sair em turnê pelo Brasil, armasse um projeto na estrada com os Titãs e gravasse um especial da MTV com a banda Calypso.?Começamos a pensar nesse álbum no início de 2007, mas logo surgiu o convite de sair em turnê com os Titãs. Não conseguimos recusar?, falou, por telefone, o baixista Bi Ribeiro. O disco traz características intrínsecas da banda nas suas 11 faixas. Convidados como Carlinhos Brown e o produtor Liminha, velhos conhecidos do trio, também batem seu cartão. ?Até acho que poderíamos escolher um produtor que trouxesse um som mais moderno, mais novo?, desabafa Bi. ?Mas o Herbert e o João fizeram muita questão de trabalhar novamente com o Liminha. Ele nos conhece bem, dá uma segurança, é uma garantia de som bom... e mora do lado de casa. ? De novidade, Bi fala da concepção estética do disco e videoclipe, produzidos por artistas da nova geração carioca. Já a participação de Carlinhos Brown veio naturalmente. ?Chamamos ele para compor duas músicas com a gente, para relembrar aquele momento que foi Uma Brasileira. Mas aí ele apareceu com duas canções prontas e acabamos nos apossando delas?, diverte-se o baixista. Bi fala de Sem Mais Adeus e Quanto Tempo, gravadas em Salvador, um dos locais onde o Paralamas produziu o novo trabalho - na outra ponta esteve o Rio de Janeiro. Outro convidado que surge é Zé Ramalho, na faixa Mormaço. O encontro entre os artistas aconteceu no projeto beneficente Loucos por Música - em que dois nomes da música brasileira dividem o palco -, que cuida de pessoas com deficiência mental no Rio de Janeiro. ?A música cita a Paraíba. Lembramos de cara do Zé Ramalho. Parece que a música foi feita pra ele.? As informações são do Jornal da Tarde.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.