Aos 92 anos, morre Tonino Guerra, roteirista de Fellini

Aos 92 anos, morreu em Santarcangelo di Romagna o roteirista italiano Tonino Guerra, que escreveu filmes para grandes mestres do cinema como Federico Fellini, Michelangelo Antonioni, Elio Petri e os irmãos Taviani. Trabalhou também com o grego Theo Angelopoulos, para o qual produziu roteiros de filmes como Paisagem na Neblina, O Passo Suspenso da Cegonha e O Olhar de Ulisses. Sua parceria mais intensa foi com Michelangelo Antoni, com a realização de 12 trabalhos, entre eles a famosa "trilogia da solidão" - A Aventura, O Eclipse e A Noite, além de obras notáveis como Passageiro: Profissão Repórter e Identificação de Uma Mulher. Sua parceria mais reconhecida foi mesmo com Federico Fellini, com filmes que se tornaram clássicos da cinematografia mundial como o memorialístico Amarcord (Oscar de melhor filme estrangeiro) e La Nave Va. Tonino era poeta e teve seu livro Histórias para Uma Noite de Calmaria publicado no Brasil. Tornou-se mundialmente conhecido por seu trabalho com o cinema, para o qual produziu 120 roteiros.

O Estado de S.Paulo

22 de março de 2012 | 03h10

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.