Aos 87 anos, morre o carnavalesco Fernando Pamplona

Considerado o 'pai de todos' os carnavalescos, salgueirense foi diagnosticado com câncer no mês passado

Idiana Tomazelli - Agência Estado

29 Setembro 2013 | 13h10

O carnavalesco Fernando Pamplona morreu na manhã deste domingo, 29, cerca de um mês depois de ser diagnosticado com um câncer. Ele havia recebido alta do Hospital São Lucas, onde estava internado, e morreu em casa, em Copacabana, na presença da família. Pamplona tinha 87 anos, completados no último dia 26.

O velório e o enterro serão na tarde deste domingo, no Cemitério São João Batista, em Botafogo. O salgueirense é considerado o "pai de todos" os carnavalescos do Rio por ter sido professor de outros profissionais consagrados, como Rosa Magalhães e Joãosinho Trinta. Ele defendeu o Salgueiro no carnaval entre os anos de 1960 e 1978 e conquistou quatro títulos no então Grupo 1, conhecido agora como Grupo Especial.

Pamplona também foi cenógrafo, professor, produtor e comentarista de televisão. Ele deixa a esposa Zeni, com quem foi casado por 60 anos, e duas filhas.

Mais conteúdo sobre:
Fernando Pamplona

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.