Aos 83 anos, morre o ator Renato Consorte

Ator paulistano participou de mais de 40 filmes, além de ter feito passagem por várias novelas de televisão

Da Redação,

26 Janeiro 2009 | 19h46

O ator paulistano Renato Consorte morreu por volta das 14h desta segunda-feira, 26. Ele tinha 83 anos e lutava contra um câncer de próstata. Consorte morreu no Hospital Osvaldo Cruz, em São Paulo, e será velado, a partir das 20h de hoje, no hospital Beneficência Portuguesa.  Consorte participou de mais de 40 filmes, além de ter atuado em várias novelas de televisão. Entre os papéis em que se destacou, estão o personagem Chalita, na novela Tieta, e o padre Jeremy Hacker em Bang-bang, ambas na TV Globo. Fez também programas humorísticos na Globo, como A Família Trapo.  Na TV Manchete participou do elenco da novela  A História de Ana Raio e Zé Trovão e no cinema, participou, entre outros, dos filmes O Bandido da Luz Vermelha, Eles Não Usam Black-Tie, Rio 40 Graus e O Homem Que Desafiou o Diabo.

Mais conteúdo sobre:
Renato Consorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.