Ao 72 anos, morre o tenor Robert Tear

O tenor galês Robert Tear, que colaborou com nomes importantes como Pierre Boulez e Benjamin Britten, morreu anteontem, aos 72 anos. A informação foi divulgada ontem pelo jornal The Daily Telegraph. Tear conseguiu projeção no Reino Unido em 1963 por sua interpretação do papel de Quint, na ópera The Turn of the Screw, de Britten, com quem trabalharia também em The Burning Fiery Furnace e The Prodigal Son. Nascido no País de Gales, em 1939, nos anos 1980, atuou como regente, primeiro em Minneapolis, nos Estados Unidos, e depois em diversas orquestras britânicas, dando aulas também em instituições como a Royal Academy of Music. / EFE

, O Estado de S.Paulo

31 Março 2011 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.