Animação de autor & mainstream

Marcos Magalhães, um dos diretores do Anima Mundi, gosta de dizer que as imagens em animação retratam além da realidade. É essa consciência que move os animadores modernos. Mesmo quando filmam para crianças, eles querem retratar a realidade, falando para adultos.

Luiz Carlos Merten, O Estado de S.Paulo

30 Julho 2010 | 00h00

O próprio Walt Disney começou como um artista de vanguarda antes de criar seu império por meio de filmes para a família. O que filmes como Toy Story 3, Shrek para Sempre e Ponyo fazem é incorporar a vanguarda - e concepções autorais - ao mainstream. Mary e Max - Uma Amizade Diferente é mais alternativo, mas não é menos bom.

Essa discussão sobre se a animação é um gênero adulto é muito interessante. Anima uma das melhores partes de Jogo de Cena, quando a entrevistada provoca o diretor Eduardo Coutinho justamente porque ela ama Procurando Nemo e ele é reticente ao encanto do filme "para crianças".

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.