Angelina Jolie visita Bagdá como embaixadora da ONU

Atriz foi ao Iraque para dar visibilidade às famílias desalojadas de suas casas no país

Associated Press,

07 Fevereiro 2008 | 12h43

A atriz Angelina Jolie visitou Bagdá nesta quinta-feira, 7, em uma missão como embaixadora da boa vontade da Organização das Nações Unidas (ONU) para dar visibilidade ao suplício dos deslocados internos iraquianos.   A estrela do cinema alertou para a necessidade de um plano mais coerente em um momento no qual mais de 2 milhões de pessoas desalojadas internamente começam a tentar voltar para suas antigas casas em meio a uma trégua na violência que recentemente ameaçou lançar o país em uma guerra civil.   "Há muita boa vontade e muita discussão, mas parece que no momento não há nada muito além de palavras", comentou Jolie numa entrevista concedida à emissora americana de televisão CNN.   "O que acontece no Iraque e como o Iraque se estabelecerá nos próximos anos afetará todo o Oriente Médio", prosseguiu. "E grande parte disso depende de como as pessoas retornarão a suas casas e suas comunidades, se poderão viver juntas e qual será a cara dessas comunidades", observou.   De acordo com a Embaixada dos Estados Unidos em Bagdá, a visita de Jolie ao Iraque incluiu reuniões com o comandante militar americano no Iraque, general David Petraeus, com o primeiro-ministro iraquiano, Nuri al-Malik, e com funcionários dos serviços de migração.

Mais conteúdo sobre:
Angelina Jolie ONU Iraque

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.