Angelin Preljocaj em dose dupla em SP

Duas oportunidades na mesma semana, em São Paulo, para desfrutar da dança do coreógrafo francês Angelin Preljocaj: Liqueurs de Chair (Licores da Carne), de 88, com o Balé da Cidade de São Paulo, de 14 a 21 de abril no Teatro Municipal (dia 19 não haverá espetáculo), e Near Life Experience (Experiência de Quase-Vida), de 2003, com o próprio Ballet Preljocaj, somente hoje e amanhã, no Sesc Vila Mariana. Essa é a terceira vez que o Sesc traz o Ballet Preljocaj ao Brasil e a primeira que uma coreografia sua é montada aqui (com o apoio do Sesc, do consulado francês e do Tucca). A madrinha da novidade é Iracity Cardoso, uma das mais renomadas ex-bailarinas do Balé da Cidade, com extensa carreira na Europa, onde dirigiu o Ballet Gulbenkian, em Lisboa, e o de Genebra. "Foi Iracity quem me falou da companhia; vim em novembro para um primeiro contato e dois ensaios bastaram para perceber que Liqueurs de Chair casaria bem com toda a sensualidade e vigor energético desse elenco", diz um Preljocaj que se declara feliz com o resultado do trabalho de Silvia Bidegain, ex-bailarina de sua companhia que participou da criação original e aqui remontou a obra. "Silvia gostou tanto do nosso rendimento que ensaiou dois elencos e Preljocaj os aprovou, o que muito nos tranqüilizou, pois essa obra, que dura uma hora e cinco minutos, será apresentada sozinha por conta da dificuldade em desmontar o seu cenário e assim, com dois elencos, mais bailarinos podem participar da temporada", conta Mônica Mion, diretora do Balé da Cidade de São Paulo. É o êxtase que liga as duas obras, explica Preljocaj. "Disseram que Next Life Experience é a versão século 21 de Liqueurs, mas penso que uma trata do êxtase do erótico e a outra do êxtase das experiências de borda, que pedem um outro tipo de fisicalidade." No ano passado, decidiu parar. "Em 2002 produzi três obras muito diferentes que considero boas, embora você possa me achar pretensioso dizendo isso e preferi não correr o risco de um desgaste depois delas, daí a parada para viajar pela Índia e pela África e para ter tempo para refletir." Quando voltou aos estúdios, sentiu o primeiro impacto: "Achei tudo o que fazia muito acelerado, tive vontade de explorar a qualidade da lentidão e daí nasceu a doçura de Next Life." Quem conhece, sabe que nem doçura nem lentidão faziam parte do seu trajeto criativo. Em Liqueurs de Chair, os bailarinos usam somente sobretudo e tênis e as bailarinas apenas roupas íntimas. Next Life exibe a doçura do algodão, a transparência do vidro e da luz e o mistério da lã vermelha. Liqueurs de Chair tem música ao vivo. O saxofonista francês Laurent Petitgand veio para ensinar o seu papel para o brasileiro Ramiro Marques. E Next Life Experience, que partiu da leitura de Cathérine Clément, tem música especialmente composta pelo grupo francês Air. Near Kife Experience - Somente hoje e amanhã, às 21 horas. De R$ 10 a R$ 20. Sesc Vila Mariana. Rua Pelotas, 141, tel. 5080-3000 Liqueurs de Chair - De quinta a sábado, às 21 horas; domingo e feriado, às 17 horas. De R$ 10 a R$ 15. Teatro Municipal, Praça Ramos de Azevedo, s/n.º, tel. 222-8698. Até 21/4. Estréia amanhã, às 21 horas, com renda destinada à Tuca, ingressos de R$ 30 a R$ 60

Agencia Estado,

13 de abril de 2004 | 13h33

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.