Andy Warhol é tema de retrospectiva em Londres

Do primeiro desenho a lápis, feito ainda na adolescência, às célebres imagens em serigrafia de ícones pop como Marilyn Monroe, Elvis Presley e as latas de sopa Campbell, a essência da produção de Andy Warhol pode ser vislumbrada nas mais de 200 obras que compõem a retrospectiva do artista recém-inaugurada na Tate Modern de Londres.Donna de Salvo, curadora da Tate Modern, lembra que Warhol explorou os grandes temas da vida: a comida, o sexo, o dinheiro, a morte, o poder e a fama. "Ele não foi apenas um expoente da pop art, mas também um poeta e um cronista, alguém que estava dentro da cultura mas que tinha a capacidade de sair dela", diz a curadora. E acrescenta: "Warhol está no mesmo nível de Picasso e Monet, na medida em que é um artista instantaneamente acessível, com um toque popular. Suas obras têm uma profundidade que perdura".Arte e consumismo mesclam-se sem esforço em duas de suas mais famosas criações, as imagens das latas de sopa Campbell e das garrafas de Coca-cola - explicadas pelo próprio artista com sua verve característica. "Uma Coca-cola é uma Coca-cola, e nenhum dinheiro no mundo pode comprar uma Coca-cola melhor do que a que bebe o mendigo da esquina", disse Warhol.Depois de Londres, a retrospectiva segue para Los Angeles.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.