Andy Garcia recebe homenagem em Cuba

Ator é lembrado por apoio à luta por uma ´Cuba com democracia´

Efe

07 de julho de 2015 | 14h06

O exílio cubano outorgou neste domingo, 15, a ordem "Héroes de la Libertad" ao ator e diretor de cinema cubano-americano Andy Garcia, pelo apoio à luta de seus compatriotas por uma "Cuba com democracia".Garcia, que atuou em filmes como O Poderoso Chefão 3 e Os Intocáveis e mais recentemente em Treze Homens e Um Novo Segredo, recebeu o prêmio concedido pelo grupo anticastrista Conselho pela Liberdade de Cuba (CLC), com sede em Miami (Flórida), em um emotivo ato com a presença de sua esposa, filhas e mãe."Sinceramente, quem merece esse prêmio, para mim, é a geração de cubanos que lutou e se sacrificou para que nós, seus filhos, alcançássemos os sonhos em um país livre, e baseado nisso dedico este prêmio ao meu pai e à minha mãe", disse o ator, visivelmente emocionado.Vestido com um terno de linho cor creme e uma camisa branca, o popular ator recebeu a homenagem do CLC e depois assistiu a um vídeo que mostrava cenas de sua vida e fotografias da casa onde viveu em Bejucal, Cuba.Raízes Andy Garcia, que emigrou de Cuba com sua família quando tinha cinco anos, apoiou o exílio cubano em seus esforços para levar a democracia à ilha caribenha, que vive sob o regime castrista por mais de quatro décadas.Ninoska Pérez, diretora do CLC, disse à agência Efe que o ator "sempre esteve presente em Cuba e nunca se esqueceu suas raízes cubanas".Além de apoiar a causa cubana, Andy Garcia também foi responsável por lançar à fama o músico cubano Israel López "Cachao", considerado o ´pai´ do mambo.Quando o músico emigrou para os Estados Unidos, passou muitos anos sem que seu trabalho musical fosse reconhecido, até que Andy Garcia gravou o documentário "Cachao: Como su Ritmo no Hay Dos", em 1993.Causas Além disso, interpretou outro de seus famosos compatriotas: o lendário trompetista Arturo Sandoval, no filme O Fim da Liberdade, de 2000."Andy sempre demonstrou seu amor por Cuba, apoiando causas como o caso do ´menino náufrago´ Elián González e rodando um filme que talvez não era o que Hollywood queria, mas que era seu sonho", disse Pérez.O CLC entrega a ordem anualmente como um reconhecimento oferecido a quem presta serviços à causa da "liberdade e democracia", e mantiveram uma destacada "luta em defesa da dignidade humana".A organização cubana também outorgou esta condecoração a Vaclav Havel, ex-presidente da República Tcheca; ao ex-governante do Uruguai Jorge Batlle; ao senador cubano-americano Mel Martínez, e ao ex-secretário de Estado adjunto para a América Latina dos EUA Roger Noriega.

Tudo o que sabemos sobre:
Andy Garcia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.