Ancine pede aval para novas contratações

Diretor-presidente da Ancine, a Agência Nacional de Cinema, responsável por supervisionar e aprovar os projetos de coprodução necessários às exigências da nova Lei da TV paga, Manoel Rangel sabe que precisará de mais técnicos e profissionais habilitados para tanto. A solicitação para realizar novas contratações, via concurso público ou não, estão sendo tratadas diretamente entre Ancine e ministério do Planejamento. "Nós estamos nos adaptando ao ritmo que será exigido pela lei e estamos tratando disso (novas contratações) com o Planejamento", disse Rangel à colunista do Estado. Na prática, as primeiras cotas de produção nacional começarão a ser cobradas em três meses.

O Estado de S.Paulo

06 de março de 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.