Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Ana Maria Machado vence o Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon

Escritora recebeu prêmio de R$ 150 mil, por seu romance 'Infâmia'

Maria Fernanda Rodrigues, O Estado de S. Paulo

27 de agosto de 2013 | 20h33

Finalista do Jabuti no ano passado e prejudicada pelas notas baixíssimas que ganhou do jurado C, finalmente chegou a hora de Ana Maria Machado. Ela venceu, na noite desta terça-feira, o Prêmio Passo Fundo Zaffari & Bourbon de Literatura, no valor de R$ 150 mil, por seu romance Infâmia (Alfaguara). O Jabuti valia R$ 3.500 - se tivesse vencido, poderia ter concorrido ao prêmio de livro do ano (R$ 30 mil). O anúncio feito na abertura da 15ª Jornada de Literatura de Passo Fundo.

Nascida em 1941, é autora de mais de uma centena de livros para crianças e adultos e dona da cadeira número 1 da Academia Brasileira de Letras, a mesma que pertenceu a Machado de Assis, seu fundador, desde 2003, e presidente da entidade desde 2009.

"Hoje é dia de ficar sem fala", disse, emocionada, ao receber o checão, prometendo falar mais amanhã.

Infâmia, de Ana Maria Machado, chegou à final do prêmio gaúcho ao lado A Noite das Mulheres Cantoras, de Lídia Jorge; Barba Ensopada de Sangue, de Daniel Galera; Domingos Sem Deus, de Luiz Ruffato; Habitante Irreal, de Paulo Scott; Lívia e o Cemitério Africano, de Alberto Martins; O Céu dos Suicidas, de Ricardo Lísias; O Que os Cegos Estão Sonhando?, de Noemi Jaffe; Solidão Continental, de João Gilberto Noll; e Uma Duas, de Eliane Brum. No total, foram inscritos 326 romances publicados no Brasil nos últimos dois anos.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.