Ana Karenina na versão de Vivien Leigh

Best Player - Guerreiros

LUIZ CARLOS MERTEN, O Estado de S.Paulo

19 de dezembro de 2012 | 02h11

Virtuais

16H05 NA GLOBO

(The Best Player). EUA, 2011. Direção de Damon Santostefano, com Jerry Trainor, Jennette Mccurdy, Amir Talai.

Garoto cria fama como campeão de videogame on-line, mas seu reinado pode estar acabando. Há uma menina tão boa quanto ele. Será melhor? Uma nova versão da guerra dos sexos. Inédito, colorido, 103 min.

Takva - O Temor

de Um Homem de Deus

22 H NA CULTURA

(Takva - A Man's Fear of God). Alemanha/Turquia, 2006. Direção de Özer Kiziltan, com Erkan Can, Meray Ülgen, Güven Kiraç, Öznur Kula.

O horário da Mostra resgata o filme raro do turco/alemão Kiziltan, sobre homem que pratica a abstinência sexual e segue as mais estritas normas do islamismo. Por conta disso, ele é escolhido por grupo religioso para coletar impostos. A forma como a vida do protagonista sofre um abalo é o tema do relato. A diretora do Centro de Estudos Árabes da USP, Arlene Clemesha, conversa com Renata de Almeida, a sra. Mostra, sobre o assunto. Programa forte. Na sexta, a emissora reprisa o programa em versão dublada. Hoje, é com legendas. Colorido, 92 min.

Chacais - Fora da África

22 H NA TV BRASIL

(Jackals - Out of Africa). Áustria, 2007. Direção de Ivan Nadaskay

e Waltraud Paschinger.

Perseguidos em muitas culturas como pragas que se alimentam de carcaças, os chacais eram deuses no Antigo Egito. O documentário da dupla Nadaskay/Paschinger investiga a existência desses animais fora do seu enclave africano. Interessante. Inédito, colorido, 50 min.

A Saga Crepúsculo - Lua Nova

22H20 NA GLOBO

(The Twilight Saga: New Moon). EUA, 2009. Direção de Chris Weitz, com Kristen Stewart, Robert Pattinson, Taylor Lautner, Ashley Greene, Dakota Fanning, Billy Burke.

Um episódio de transição na saga de Edward e Bella. O casal vive uma crise, ela se aproxima mais de Jakob (e dos lobisomens). Mas, quando descobre que Edward pode morrer, Bella enfrenta os Volturi. Fantasia romântica inspirada na série de livros de Stephenie Meyer. Para muitos fãs de Taylor Lautner, o lobinho, o melhor de todos. Reprise, colorido, 130 min.

Dois Tiras Fora de Ordem

23 H NA REDE BRASIL

(I Due Superpiedi Quasi Paitti). Itália, 1976. Direção de Enzo Barboni, com Terence Hill, Bud Spencer.

Enzo Barboni, com o pseudônimo de E.B. Clucher, criou a série Trinity, cujo sucesso produziu esta aventura norte-americana em que Terence Hill e Bud Spencer são policiais que se envolvem em confusões em Miami. Está nas redes sociais - Chuck Norris, o lobo solitário, saiu do armário e trouxe junto, postumamente, o bonachão Spencer, ao revelar que ambos tiveram uma relação que durou seis anos, na época do cartaz da Rede Brasil (os anos 1970). Isso não deixa de favorecer que se olhe o filme por outro viés, quem sabe. Reprise, colorido, 98 min.

Alma Perdida

0 H NA RECORD

(The Unborn). EUA, 2009. Direção de David S. Goyer, com Odette Yustman, Cam Gigandet, Gary Oldman.

Jovem é perseguida por espíri-to atormentado - de um garoto judeu que morreu no campo de concentração de Auschwitz. Terror e nazismo, mas as referências não animam muito. Inédito, colorido, 99 min.

Operação França

2H40 NA BAND

(French Connection, The). EUA, 1971. Direção de William Friedkin, com Gene Hackman, Fernando Rey, Roy Scheider, Tony Lo Bianco, Marcel Bozzuffi.

Vencedor dos Oscars de melhor filme e direção, o thriller de Friedkin ainda impressiona pelo realismo de cena - e pela eletrizante perseguição de carros, que o diretor filmou sem dublês, nas ruas de Nova York. Hoje, Friedkin admite que foi uma loucura e até uma irresponsabilidade, mas contribuiu para a fama de seu trabalho. Gene Hackman e Roy Scheider formam a dupla de policiais que persegue o traficante Fernando Rey. Muito bom. Reprise, colorido, 104 min.

TV Paga

Ana Karenina

0H45 NO TELECINE CULT

(Anna Karenina). Inglaterra, 1948.

Direção de Julien Duvivier, com Vivien Leigh, Ralph Richardson, Kieron

Moore, Sally AnnDowes, Martita Hunt.

O cinema contou muitas vezes a história do romance de Leon Tolstoi, sobre mulher casada que destrói sua vida ao se apaixonar por militar. Trata-se de uma grande personagem e serviu de veículo para as maiores estrelas de Hollywood. Só Greta Garbo fez duas vezes o papel, aqui representado por Vivien Leigh, que havia entrado para o Olimpo de Hollywood por sua criação como Scarlet O'Hara em ...E o Vento Levou. Agora mesmo, há uma nova Ana Karenina a caminho das telas do Brasil, e é Keira Knightley, no filme homônimo de Joe Wright. Embora o cartaz da rede Telecine não disponha de muita reputação, merece ser visto - o roteiro é assinado pelo dramaturgo Jean Anouilh e o próprio Orson Welles tinha Duvivier em alta conta. François Truffaut, que o detestava, não gostaria de ouvir isso, mas Duvivier foi o diretor francês que melhor se adaptou ao cinema norte-americano, durante a 1ª Guerra, superando o próprio Jean Renoir. Reprise, preto e branco, 123 min.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.