Amy Winehouse será interrogada por suposta agressão

Segudo a Sky News, a cantora chegou a ser presa; a polícia não confirmou a informação

Agências internacionais,

25 de abril de 2008 | 12h02

A cantora de soul Amy Winehouse será interrogada pela polícia nesta sexta-feira, 25, devido a uma acusação de agressão, disse o seu porta-voz. Amy foi expulsa nesta madrugada do bar Made in Brasil no bairro de Camden, em Londres, após supostamente agredir dois homens.     Segundo o canal de televisão Sky News, a cantora chegou a ser presa. A polícia, no entanto, não confirmou a informação e disse apenas que uma mulher de 24 anos estava detida sob suspeita de agressão.    Tablóides disseram que a cantora, bateu em um homem que entrou em seu caminho enquanto ela estava jogando sinuca no bar e que, depois, ela deu uma cabeçada em outro homem que estava tentando pegar o seu táxi.     Vencedora do Grammy, a cantora tem uma vida pessoal bastante conturbada e luta contra o vício em drogas que a expõe mais do que o sucesso de suas músicas. Ela comparecerá voluntariamente a uma delegacia de Londres, acrescentou o porta-voz em um comunicado.    A visita da polícia aconteceu no mesmo dia em que seu marido, Blake Fielder-Civil, 25, compareceu ao tribunal de Snaresbrook Crow acusado de tentar dificultar o trabalho da Justiça e causar sérios danos corporais a um homem durante uma briga. Blake nega as acusações.    Winehouse, cuja fortuna foi estimada em 10 milhões de libras na última lista de mais ricos do jornal Sunday Times, deve comparecer à audiência do marido, disse o porta-voz dela à Reuters. Ela não estava no tribunal.

Tudo o que sabemos sobre:
Amy Winehouse

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.