Amor entre branco e negra é tema de nova novela

Começam na próxima segunda-feira as gravações da nova novela das 7 da Globo, Da Cor do Pecado, de João Emanuel Carneiro. A trama, que trará como enredo principal uma história amor entre uma negra de família humilde, Preta, vivida por Taís Araujo, e um branco milionário, Paco, personagem de Reynaldo Gianecchini, terá suas cenas iniciais gravadas no Maranhão, cenário principal da primeira fase da novela. Além do casal protagonista, viajam para o Maranhão esta semana Solange Couto, que será mãe de Taís Araujo e Matheus Nachtergaele - ele, em sua estréia em novelas, será um vidente de araque, o melhor amigo de Preta. É no Maranhão que a emissora grava as primeiras cenas do folhetim, em que Preta, uma jovem que trabalha em uma feira livre, conhecerá seu grande amor, o biólogo Paco. "Serão quase 30 capítulos gravados no Maranhão, parte do elenco ficará lá cerca de 40 dias", diz João Emanuel Carneiro. "A segunda fase da novela se passará em Florianópolis. Gravaremos algumas cenas lá, mas o restante será feito no Projac." Nessa segunda fase, Preta, que terá um filho Paco, levará a criança a Florianópolis para conhecer seu avô magnata, o pai de Paco, papel de Lima Duarte. "Não será uma novela panfletária, mas as questões sociais e raciais desse relacionamento fazem parte do conflito da trama", explica o autor. "Imagine o avô milionário, cheio de preconceitos, descobrindo que tem um herdeiro negro." Entre os destaques da novela está Giovanna Antonelli, que pela primeira vez na TV viverá uma vilã. Ela será a interesseira Bárbara, namorada de Paco e que mantém um caso com o personagem de Tuca Andrada. Dois núcleos cômicos também devem emplacar: um deles é o do casal de grã-finos decadentes vividos por Maitê Proença e Ney Latorraca. Eles serão pais de Bárbara. O outro será uma família que vive da luta livre comandada por Rosi Campos. Ela terá três filhos: dois deles, trogloditas lutadores, e o terceiro, vivido por Caio Blat, sonha em ser maquiador. Da Cor do Pecado tem estréia prevista para 26 de janeiro, com supervisão de Silvio de Abreu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.