Amelia Toledo e Uiso Alemany no Tomie Ohtake

A mostra Viagem ao Coração da Matéria, de Amelia Toledo, será aberta hoje no Instituto Tomie Ohtake, trazendo obras dos mais distintos processos de criação da artista. Também hoje será inaugurada no instituto uma exposição com pinturas e desenhos feitos pelo espanhol Uiso Alemany - a mostra, primeira individual do artista valenciano no Brasil, já esteve no Recife e em Curitiba antes de chegar a São Paulo. A primeira é o resultado da segunda edição do projeto educativo Criatividade: Ação e Pensamento, patrocinado pela Fundação Carlos Chagas e realizado com alunos do Ensino Médio de São Paulo. Já a exposição de Alemany reúne uma série de trabalhos feitos neste ano a partir de sua experiência de dois meses em Olinda. Aos 78 anos, Amelia não pára de produzir. Responsável por um trabalho extremamente contemporâneo, que une o interesse pela matéria, interatividade e a relação entre natureza e tecnologia, Amelia diz que nesta abrangente exposição os cerca de 70 trabalhos reunidos, apesar de serem de diferentes épocas, não sinalizam fases porque de alguma maneira as questões estão sempre sendo retomadas em sua produção. Não à toa o subtítulo de sua exposição é de Uiso Alemany é Gestualidade em Carne Viva. Com curadoria de Emanoel Araújo, a mostra reflete os dois meses da convivência do artista com o Brasil, em especial, com Olinda. Num ritmo de trabalho incessante, que coincidiu com o carnaval, Alemany se identificou com aquele "cenário humano", mas suas obras mostram que ele "não se deixou levar pela coisa fácil, não caiu nos estereótipos", define Araújo. Alemany escolheu a madeira como suporte de suas pinturas, grandes, porque esse material lhe permite liberdades que não teria com a tela. Nelas estão pessoas - o ser humano é o tema mais "enigmático" do planeta, como ele diz - assemblages com galhos, ritmos, enfim, plasticidade inspirada no sincretismo, na mistura das raças do povo brasileiro - energia igual ele afirma só ter presenciado em Cuba. Amelia Toledo e Uiso Alemany - No Instituo Tomie Ohtake. Avenida Faria Lima, 201, 2245-1900, das 11 horas às 20 horas (fecha segunda). Grátis. Até 13/02/05 (Uiso) e 20/02/05 (Amelia). Abre hoje, às 20 horas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.